Acabou a ilusão eleitoral: a esquerda precisa se organizar a partir da 2ª Conferência de Luta Contra o Golpe

conferrencia luta contra o golpe 3

As eleições fraudadas de 2018 serviram para desorganizar toda luta que vinha sendo organizada contra o golpe e os golpistas.

Boa parte dos ativistas da esquerda que estavam nas ruas, andando de camisetas vermelhas, denunciando o golpe, fazendo manifestações e até vigílias pela liberdade de Lula, agora está acuada, achando que o Brasil é fascista, reacionário, devido ao golpe eleitoral que a burguesia conseguiu impor com a vitória de Bolsonaro.

A política adotada pela maioria da esquerda nas eleições chegou ao absurdo de criar a ilusão para muitos ativistas de que o golpe de Estado, organizado através do Poder Judiciário, Poder Legislativo, Polícia Federal, imprensa cartelizada e Forças Armadas seria derrotado por uma urna eletrônica.

O golpe só retroage diante das mobilizações populares, da organização dos movimentos sociais e operários nas ruas.

A eleição fraudada de 2018  só serviu para os golpistas recuperar o fôlego perdido com o os ataques desferidos pelo governo golpista de Michel Temer, e se preparar para novos ataques.

É por isso que devemos esquecer as eleições, e voltar as forças de esquerda na  organização das grandes mobilizações de rua, visando estrategicamente a realização de uma greve geral no país por tempo indeterminado, contra os golpistas, pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e pela liberdade de Lula.

Nesse sentido, os comitês de luta contra o golpe e contra o fascismo espalhados pelo país estão preparando a 2° Conferência Nacional Aberta de Luta contra o golpe, a ser realizada nos dias 08 e 09 de dezembro na cidade de Sâo Paulo.

A Conferência debaterá o desenvolvimento do golpe, com a eleição fraudade do direitista Jair Bolsonaro, e quais as ações que os ativistas desse movimento precisam fazer para se contrapor a esse novo governo golpista.

O pior erro que o movimento poderia cometer é o de aceitar o golpe e sua extensão com o governo de Bolsonaro ser reagir, sem se reorganizar já que o próprio governo Bolsonaro começa cheio de contradições e crise para unificar os golpistas nos interesses dos grandes capitalistas em saquear o que resta do Brasil.

Todos à 2° Conferência Nacional Aberta de Luta contra o golpe.  Pelo fora Bolsonaro e todos os golpistas, pela liberdade de Lula.