Abaixo o “Escola com fascismo”: No Ceará, 14 professores são intimados por organização de “polícia ideológica”

UECE (1)

Da redação – Uma denúncia vinda de professores da Universidade Estadual do Ceará (UECE) ao Diário Causa Operária (DCO), alerta que 14 professores foram intimados para depor à Procuradoria da República do Ceará por organização ideológica dentro do espaço público, que, a priori, deveria assegurar o livre pensamento, mas que, num regime golpista, ditatorial, com militares tomando o poder aos poucos, começa a ser perseguido.

Um dos intimados pelos juízes do “Escola com fascismo”, foi o professor e Coordenador do Centro de Humanidades da Universidade Estadual do Ceará, Ruy de Carvalho Rodrigues Júnior, para explicar a formação de uma “organização de polícia ideológica”, assim como, de uma “ação antifascista”, que, segundo o documento, estaria levando praticas ameaçadoras dentro da instituição do povo. É o típico cinismo da direita, que, como bem sabemos, esta criando a polícia ideológica, que sempre teve uma polícia militar (PM), facista, e altamente treinada pela ideologia da direita – inimiga do povo – e agora acusa a esquerda que está se defendendo do golpe.

Na realidade, o PCO sabe muito bem quem está ameaçando e quem são os ameaçados. A justiça burguesa, golpista, que derrubou a presidenta eleita por 54 milhões de votos, sem provas, que prendeu Lula, sem provas, essa está ameaçando os trabalhadores com a destruição de direitos, rasgando a Constituição diariamente e agora perseguindo judicialmente professores com um projeto nazista. Mais à fundo, são os militares golpistas no poder, colocados agora com Bolsonaro todos os dias nos futuros ministérios, que ameaçam as instituições, o povo e suas organizações. E por fim, são esses serviçais dentro das próprias instituições, como professores de direita, de extrema-direita, que querem caçar toda a história da luta de classes, apagando a História dos livros como os próprios militares também jia disseram que irão fazer, que são a verdadeira ameaça a liberdade de expressão.