Abaixo a redução da maioridade penal

A direita golpista tomou o poder de assalto e trouxe consigo uma série de reivindicações antigas desse setor. Uma das mais conhecidas é a redução da maioridade penal, medida que iria aumentar o encarceramento em massa no Brasil.

A redução da maioridade penal é a tradução do ódio de classe que a direita golpista tem contra os filhos dos trabalhadores, os filhos dos negros e pobres. O plano geral é perseguir o quanto antes possível a juventude trabalhadora brasileira.

As propostas que tramitam no Congresso golpista chegam até a redução para 14 anos,  que seria idade mínima para o Estado exercer sua repressão às últimas consequências. Também tramitam propostas de redução para 16 anos, dentre outras.

São todas propostas legislativas oriundas da bancada golpista, que esteve do lado do golpe de Estado desde o início e, agora, estão se sentindo à vontade para levar adiante seus interesses reacionários e racistas.
A direita apresenta a proposta como mais uma tentativa de reduzir a criminalidade, como o também seria a própria pena de morte ou o endurecimento das penas como um todo, aumentando a repressão do Estado. Isso é uma máscara para esconder os reais propósitos da direita.

A redução da maioridade penal é somente para ampliar a perseguição contra negros, pobres e os filhos da classe trabalhadora. É movimentar e aumentar a repressão do estado burguês contra o povo. Multiplicar os 700 mil detentos e se tornar, de vez, o país que mais tem gente presa.

Por isso, é preciso lutar contra o golpe de Estado e os direitistas, para cortar o mal pela raiz e impedir o avanço desse tipo de proposta. Luta que só pode ter resultado real com a libertação do ex-presidente Lula, mais um preso ilegalmente pelo sistema penal.