Aqui não se fala mal do futebol brasileiro

Anterior
Próximo

Abaixo a ditadura do monopólio

Abaixo a ditadura do monopólio da imprensa sobre o futebol

Jogos só acontecem quando a Globo quer

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Derby na semifinal do Paulistão – Reprodução/Globo

 

O derby ocorrido no último domingo, 16, pela semifinal do Paulistão aconteceu com menos de 48 horas do último jogo do Palmeiras no campeonato paulista. A equipe alviverde havia jogado pelas quartas de final do mesmo campeonato às 21h15 da sexta anterior contra o Red Bull Bragantino.

Isso ocorreu porque existe um contrato pré-existente entre a emissora golpista e os clubes.

O início do imbróglio se deu quando a Globo confirmou em comunicado na noite da própria sexta-feira (14) que a semifinal seria exibida no domingo às 16 horas. Isso só não ocorreria se a Ferroviária vencesse o São Paulo, caso que não aconteceu.

A FPF (Federação Paulista de Futebol) alegou aos clubes que não tinham outras datas para a realização dos jogos, Corinthians x Palmeiras às 16h e São Paulo x Mirassol às 20h30 ambos no domingo (16).

Outro fator crucial é a obrigação contratual da emissora com o campeonato, a emissora golpista é obrigada a exibir em TV aberta no mínimo um jogo do mata-mata e os dois jogos da final, contrato este que termina este ano, assim sendo o último contrato que a Globo tem com os esportes, tendo em vista que desde as Olimpíadas de 2016 a emissora vem perdendo concessões sobre as transmissões “exclusivas”.

O derby ocorreu nesta data e horário porque é o horário oficial da grade da emissora, a Globo não iria substituir programas como “Domingão do Faustão” ou “Fantástico” para exibir o jogo, e também não iria mudar sua grade já famigerada às segundas-feiras para exibir o clássico.

Tudo isso ocorre na luta pelo IBOPE, a emissora sabe bem que aos domingos às 16 hora o futebol é seu carro chefe, essa decisão foi aceita pelos clubes sem o aval dos jogadores e comissões técnicas.

O técnico português do time alviverde já fez duras críticas ao calendário futebolístico brasileiro, Abel Ferreira comentou que esse calendário é desumano, os clubes e emissoras somente visam o lucro e em nenhum momento se preocupam com as condições físicas e mentais dos jogadores, por conta da sequência atroz de jogos no continente americano, tendo em conta o desencontro de datas de jogos das entidades do continente, CONMENBOL, CBF, FPF, o calendário é montado conforme a grade de horário das TVs e não do descanso necessário aos jogadores, com isso o futebol brasileiro vai sendo cada vez mais precarizado, pois os técnicos são obrigados a escalar times alternativos para preservar a saúde de seus jogadores.

Não ao clube empresa, devolvam o futebol ao povo.

“O FUTEBOL VOLTARÁ A SER DO POVO” (Costanera – Lupito)      

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.