A vaia contra Aldo Rebelo mostra por que Ciro Gomes não foi a Curitiba: ele também seria vaiado

320171573-ciro-gomes-abr

A vaia do povo presente no ato de 1º de Maio em Curitiba que impediu que o golpista Aldo Rebelo, do Solidariedade, falasse no palanque revela por que Ciro Gomes não foi.

O público presente no ato sabe quem são os golpistas. Ciro Gomes tem se apresentado como o principal candidato “abutre”, que espera lucrar com a ausência de Lula na eleição. Além disso, Ciro é do PDT, partido que inclusive votou recentemente a favor da intervenção militar no Rio e Janeiro.

Se gato escaldado tem medo de água fria, político burguês tem medo de povo mobilizado. Ciro Gomes parece bem escaldado.