A questão central da campanha do PCO é o golpe de estado e a liberdade de Lula

WhatsApp Image 2018-08-15 at 16.24.12

Em sua análise política semanal, Rui Costa Pimenta falou sobre a demagogia eleitoral que é ignorar o golpe que vive o Brasil.

“A nossa campanha eleitoral tem como questão central, não apresentar programas mirabolantes como se estivéssemos em outro país, mas colocar no centro da propaganda eleitoral o problema do golpe de estado e da liberdade do Lula.

É jogar areia nos olhos da população você se apresentar diante do povo e falar que vai fazer isso e aquilo, sem considerar a situação política concreta que estamos vivendo. Ignorar que o Brasil está vivendo um golpe de estado que a constituição foi rasgada, a maioria da legislação foi abolida, os juízes atuam de maneira ditatorial, o exército faz ameaças, o estado de direito que nunca existiu agora se transformou numa coisa absurda e fazer propostas para a administração do país sem considerar tudo isso é a mais grotesca demagogia.

É o que fazem os candidatos burgueses, porque logicamente eles não consideram que houve um golpe de estado. Para eles tudo o que aconteceu no país é normal e legal. Mas é também o que fazem do ditos candidatos de esquerda, como Boulos, para quem teve a infelicidade de assistir, no debate da Band.

Então, tudo aquilo que a gente propões depende de duas coisas fundamentais:

  1. Derrotar o golpe;
  2. A Mobilização dos trabalhadores para conquistar o que precisam.

Falar ao povo nesse momento que pelo poder do voto se vai fazer isso e aqui é iludir o povo, para conseguir o voto de uma pessoa desorientada. O PCO não pretende levar as coisas pra esse lado.”