Imagen-Nicolás-Maduro-formaliza-inscripción-de-candidatura-ante-el-CNE1
|

A Análise Política da Semana é um programa da CausaOperariaTV, apresentado pelo presidente nacional do partido, Rui Costa Pimenta, todos os sábados às 11h30 da manhã. No programa o companheiro Rui faz uma análise dos principais acontecimentos políticos da semana a partir de uma visão marxista e revolucionária.

Na análise do dia 4 de Maio, Rui explicou a posição do PCO sobre a tentativa de golpe na Venezuela:

“Antes de passar para a segunda questão, seria importante a gente afirmar aqui a nossa posição sobre a questão da Venezuela. Nós somos partidários de que todos os golpistas sejam presos imediatamente, sejam julgados e condenados por traição a pátria. O Juan Guaidó está lá, leve, livre e solto, é uma barbaridade, é por causa da pressão internacional, do imperialismo, que o Maduro mantem ele solto.

Eu vi algumas pessoas comentando, nós fizemos uma análise internacional ontem e algumas pessoas comentaram o seguinte, que “o que o Maduro fez está dando certo”, então nós queremos aqui explicar que não é fato, não é verdade. O fato de que os opositores possam andar livremente por Caracas dando golpe todo o dia sem acontecer nada, porque é isso que tá acontecendo, passa duas, três semanas e eles tentam um golpe de Estado, isso daí só estimula o golpe de Estado. Essas pessoas não tem apoio nenhum dentro do país, todo mundo que esteve na Venezuela e não pegou as informações pela imprensa internacional, ou pela imprensa brasileira no caso, diz que os golpistas não tem apoio nenhum, então é um absurdo, praticamente é um incentivo ao golpismo você deixar as pessoas soltas lá. Vejam a audácia do Juan Guaidó, ele foi lá e organizou para soltar um preso comum, para dar um golpe de Estado, chamar a  deposição do presidente, a sublevação das Forças Armadas, falando em nome de um país estrangeiro e não acontece nada.

Eu coloco isso daqui não é tanto pra expressar uma divergência com o governo da Venezuela, embora seja uma divergência, mas é mais para esclarecer a nossa posição política, porque o caso da Venezuela, ela dá uma orientação totalmente equivocada, que é a orientação da esquerda em geral. A esquerda se comporta não como se nós estivessemos, no caso da Venezuela, no caso de outros países, diante de um golpe continental, mas como se isso daqui fosse uma coisa sem maiores consequências. O governo da Venezuela tem todo o direito de tomar essas medidas, qualquer outro governo já teria tomado essas medidas há muito tempo, e na nossa opinião tem também o dever de tomar essas medidas, não é apenas que ele tem o direito como que ele tem a obrigação de fazer isso daí, e se não houver uma luta mais intensa e mais rígida contra os agentes diretos do imperialismo norte-americano e do imperialismo em geral na América Latina, o que vai acontecer é que nós vamos ser completamente esmagados.”

Relacionadas