Ditadura
Bolsonaro usa PF para perseguir seus opositores políticos e nem mesmo Ciro Gomes escapa da escalada da censura

Por: Redação do Diário Causa Operária

A Polícia Federal abriu inquérito contra Ciro Gomes (PDT), após declarações do pedetista enquadradas como crime contra a honra do presidente ilegítimo, Jair Bolsonaro. O documento baseia-se em uma entrevista à Rádio Tupinambá, em Sobral (CE), ocorrida em novembro do ano passado, ocasião em que o membro da oligarquia Ferreira Gomes fez críticas a Bolsonaro e ao governo.

“Qual foi o serviço do Moro no combate à corrupção? Passar pano e acobertar a ladroeira do Bolsonaro. Por exemplo, o Coaf, que descobriu a esculhambação dos filhos e da mulher do Bolsonaro, que recebeu R$ 89 mil desse Queiroz, que foi preso e é ladrão, ladrão pra valer, ligado às milícias do Rio de Janeiro. E onde estava o senhor Sérgio Moro? Acobertando”, disse Ciro na entrevista.

O próprio Bolsonaro assinou o pedido de abertura de inquérito. “Fui informado da abertura desse inquérito há cerca de dez dias. Estou pouco me ligando”, comentou Ciro Gomes.

Send this to a friend