Esquerda domesticada
O “ascenso” de Guilherme Boulos é comemorado até mesmo pela direita imperialista
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
rede golpe
Imprensa que elogia Boulos deu o golpe em 2016 | Foto: reprodução

O jornal francês Libération publicou uma entrevista com o ex-candidato à presidência e a prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), dando grande destaque e exaltando a formação de uma “nova esquerda”.

A entrevista de duas páginas dedicadas ao psolista Guilherme Boulos chama muito a atenção devido à importância do jornal francês e ao fato de representar um setor do imperialismo desse país. Nas duas páginas publicadas há um enorme entusiasmo com Boulos e, como a imprensa burguesa e golpista do Brasil, apresentou Boulos como um novo representante da esquerda nacional e a renovação necessária para os partidos de esquerda.

“O candidato do PSOL Guilherme Boulos, 38 anos, não conquistou a prefeitura de São Paulo, mas sua simples passagem ao segundo turno das eleições municipais na maior cidade do Brasil fez do líder dos sem-teto a nova esperança da esquerda brasileira, a cara de sua renovação”, disse o Libération.

Outro ponto central da matéria do Libération é o dar um destaque para o suposto “declínio” do Partido dos Trabalhadores (PT) e da saída da cena do ex-presidente Lula, principal representante dos trabalhadores do Brasil e figura chave na luta contra a direita golpista.

 

A golpista Folha de S.Paulo dá grande destaque a entrevista

 

A entrevista de Guilherme Boulos ao Libération foi muito “boa” que até mesmo um dos principais responsáveis pelo golpe aqui no Brasil, a Folha de S.Paulo deu um destaque publicando uma matéria sobre a entrevista.

Sempre é importante lembrar que o grupo Folha foi um dos responsáveis por dar uma aparência democrática para o golpe de Estado realizado em 2016 e que derrubou a presidente Dilma Roussef (PT). Também contribuiu enormemente para a perseguição contra o PT e a prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Outro ponto é que a Folha que agora dá destaque a uma entrevista de Boulos a um importante jornal francês foi uma impulsionadora da candidatura do psolista para a prefeitura de São Paulo. Isso porque Boulos continua cumprindo um papel importante para a direita golpista tanto brasileira quanto a imperialista.

O fato que confirma isso é que a esquerda sempre é atacada pela direita e sua imprensa. No caso do PSOL e de Guilherme Boulos ocorre totalmente o contrário. Recentemente a Folha igualou o PT a Jair Bolsonaro na questão da venda de terras a estrangeiros, numa clara defesa do imperialismo, mas quando se fala de Boulos se exalta sua “história” e apelo às questões de luta contra a corrupção e a direita, como se fosse um grande líder, que de fato não é.

Boulos e o PSOL, assim como outros esquerdistas da frente ampla, cumprem um importante papel para a direita. É por meio dessa esquerda que a burguesia pretende ser bem sucedida em sua manobra. É por isso que o tratamento dispensado a Guilherme Boulos pela direita é tão destoante do que costuma fazer a imprensa golpista. Na campanha eleitoral, Boulos foi retratado por toda a imprensa golpista como a Veja, Folha de S.Paulo, Estado de São Paulo, a fascista Vera Magalhães entre outros como grande fenômeno. Virou um queridinho da direita.

 

O imperialismo também comemora o “ascenso” de Guilherme Boulos

 

O periódio Libération é uma das principais publicações da esquerda pequeno burguesa francesa, que apoia uma “nova” esquerda distante dos trabalhadores, sindicatos e de movimentos de luta dos trabalhadores, ou seja, “ultrapassados” como apresenta a burguesia, para se apoiar em pautas identitárias, ambientais e pacifistas e que não trazem nenhum risco à burguesia imperialista.

É um jornal da esquerda pequeno-burguesa controlado pela “ala esquerda” do imperialismo francês ou podemos até classificá-lo como uma ala “democrática”, que apesar de ser fundado por esquerdistas e possuir uma posição social democrata possui entre seus acionistas majoritários bilionários europeus e seus monopólios. Não é por acaso que tendem a tomar posições que favorecem a direita imperialista, mas de se colocar em acordo com golpistas de diversos países explorados.

A posição reproduzida também revela que o papel que Guilherme Boulos e o PSOL estão cumprindo para favorecer a direita golpista no Brasil também é a posição do imperialismo francês e tem seu total apoio, mostrando que é a posição oficial do imperialismo.

 

É preciso denunciar essa política

 

Uma das principais políticas da direita golpista neste momento é isolar o PT e sua ala ligada ao ex-presidente Lula. Isso porque a burguesia não admite uma esquerda que tenha sua base social ligada aos trabalhadores e aos movimentos populares, com Lula. É um enorme risco para a burguesia porque pode servir como um fator de mobilização da população contra os ataques que a direita golpista está implantando no Brasil.

Boulos, apesar de toda a campanha da imprensa burguesa, não é um legitimo representante dos trabalhadores sem-teto, e o PSOL não possui nenhuma inserção no movimento de trabalhadores ou popular. Por isso não tem nenhuma capacidade de mobilização e suas pautas são identitárias, que não tem nenhum apelo popular a não ser numa classe média que não sai de casa.

Já o PT é um dos maiores partidos do país e com grandes ligações entre os trabalhadores e que apesar de estar controlado por uma ala direita que busca se adaptar ao regime golpista, como Jaques Vagner e Tarso Genro, pode se tornar um grande fator de mobilizar e atrapalhar os planos da direita golpista.

É por isso que o papel que Boulos e o PSOL, e até mesmo a ala direita do PT, tem cumprindo para a burguesia deve ser denunciado como um problema para os movimentos de luta contra o golpe e pela derrubada de Jair Bolsonaro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas