Farra dos capitalistas
Enquanto milhares vão morrendo no país o roubo do dinheiro público continua a jorrar justamente as custas da morte do povo é o que está ocorrendo no RJ e PE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
respiradores
Foto: Reprodução |

No Rio de Janeiro e em Pernambuco foram denunciados por órgãos da justiça desvios milionários durante compras de respiradores para a população destes Estados, que se encontram entre os Estados com os maiores picos de expansão da doença.

O Tribunal de contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) declarou um superfaturamento nas compras de respiradores para o atendimento a pacientes do Covid 19 pela secretaria estadual de saúde do Rio de janeiro com R$ 123,58 milhões a mais do que o preço de tabela dos aparelhos. De acordo com auditoria do órgão, os responsáveis pelo roubo ao erário público foram o ex-secretário estadual de Saúde Edmar José Alves dos Santos e o ex-subsecretário Gabriel Carvalho Neves Franco dos Santos, no entanto o TCE-RJ, solicitou o ressarcimento de apenas R$36,59 milhões, o que significa R$86 milhões a menos que o valor extraviado.

Os golpistas facilitaram o pagamento antecipado sem prestação de garantia para os capitalistas implicados donos da ARC Fontoura Indústria Comércio e Representações, A2A Comércio Serviços e Representações e MHS Produtos e Serviços. O estudo encaminhado pelo TCE RJ apontou que os respiradores foram comprados com valores equivalentes ao triplo adotado como referência no mercado, implicando um sobrepreço médio aproximado de 200%.

O mesmo crime capitalista está sendo cometido em Pernambuco, de acordo com o Ministério Público de Contas a empresa Juvanete Barreto Freire localizada em Paulínia (SP) foi favorecida com três contratos no valor de R$ 11,5 milhões.A empresa já recebeu na conta-corrente uma transferência de R$ 1.075.000, pela primeira leva de respiradores. Os recursos saíram da conta do Sistema Único de Saúde (SUS) do Fundo de Saúde do Recife, em Transferência Eletrônica Disponível bancária, em 1° de abril de 2020, segundo cópia obtida pelo órgão.

O roubo vai além do valor milionário, o MPCO expôs mais 20 irregularidades graves na compra sem licitação, além do que atesta a incapacidade da empresa de realizar uma venda de uma “quantidade tão expressiva” de respiradores, “por ser uma micro empresária individual, sem qualquer experiência anterior na venda de equipamentos médicos”.

Enquanto a população vai sofrendo com as consequências nefastas da política da direita tanto na questão econômica, quanto na inexistência de políticas eficazes no combate à pandemia, os governos da direita continuam com as mesmas farras com o dinheiro público as custas (agora diretamente da vida) da população, que sempre realizaram, mostrando uma vez mais o golpe calhorda da burguesia que entre outras propagandas, se utilizou da propaganda da ética, do combate à corrupção para agora justamente aumentar o roubo contra o povo, quando milhares de pessoas estão morrendo pelo país.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas