Ditadura
O que será quando os bolsonaristas dominarem de vez o STF?
Brasília(DF), 06/11/2018 - Sessão do Congresso Nacional em comemoração aos 30 anos da Constituição - Na foto Jair Bolsonaro e  Presidente do STF Dias Toffoli -  Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles
Bolsonaro e o ministro do STF Dias Tófolli | Arquivo.
Brasília(DF), 06/11/2018 - Sessão do Congresso Nacional em comemoração aos 30 anos da Constituição - Na foto Jair Bolsonaro e  Presidente do STF Dias Toffoli -  Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles
Bolsonaro e o ministro do STF Dias Tófolli | Arquivo.

Setores da esquerda saíram comemorando a prisão do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL) pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes. Segundo a argumentação “genial” destes setores, os ministros do STF estariam combatendo o fascismo. Seria engraçado, não fosse perigoso.

Muito longe de ser um combate ao fascismo, ao bolsonarismo e à ditadura, o poder exercido pelo ministro do STF é um abuso contra vários direitos fundamentais.

Primeiro, um único ministro passou por cima da Congresso, da imunidade parlamentar e mandou prender de forma sumária o deputado.

Segundo, o ministro do STF baseou sua prisão na opinião emitida pelo deputado. Está proibido falar, criticar a monarquia do Supremo. Se um dos ministros não gostar, você vai preso.

Terceiro, esse é um ataque contra a liberdade de expressão não apenas do deputado, mas de toda a população. Se um deputado, que inclusive tem relações em várias instâncias do Estado burguês, pode ser preso simplesmente por falar, imagina o que pode acontecer com o cidadão.

O que na prática está acontecendo é que um poder antidemocrático com o STF está adquirindo poderes acima da própria Constituição. Uma monstruosidade ditatorial.

Inclusive, a esquerda se esquece que o STF foi uma das principais engrenagens do golpe de Estado no Brasil. Agora, querem aparecer com guardiães da democracia, prendendo e cassando um deputado da extrema-direita.

A esquerda pequeno-burguesa, sem uma política independente, está dando mais poderes a essa monstruosidade que é o STF. O problema é que Bolsonaro, diferente da esquerda, é o presidente da República e pode conseguir o controle do STF, e aí?

Se demos hoje o poder para prender um deputado, o que vai acontecer se Bolsonaro dominar o STF e o restante das instituições estatais? Vai utilizar essa máquina antidemocrática contra o povo e a esquerda, com um trunfo importante: o precedente já foi dado.

O pior é que com estas 11 aves de rapina, talvez nem seja necessário trocar ministros, se um setor da burguesia for convencido, é possível que os ministros hoje “antifascistas” tornem-se bolsonaristas de carteirinha.

A longo prazo, quem ganha com a prisão de Daniel Silveira é o próprio Bolsonaro. Daniel Silveira é só um, já Bolsonaro é apoiado já por setores da burguesia, dos generais, e do Judiciário. Contra esses, a prisão de Daniel Silveira não tem nenhum efeito.

O STF é uma máquina antidemocrática, dominada pelos golpistas que deram o golpe e prenderam Lula. Nesse momento, estão resolvendo contradições internas da própria burguesia, que procura controlar Bolsonaro, mas não derruba-lo. Num próximo momento, a burguesia, como fez nas eleições de 2018, pode se unificar contra a esquerda e passar a apoiar Bolsonaro. O STF pode muito bem passar para o controle da extrema-direita.

A esquerda que apoia a prisão abusiva de Daniel Silveira está dando poder àqueles que vão se voltar contra ela. Na verdade, nem precisamos imaginar, basta lembrar qual foi a política do STF na prisão de Lula.

Relacionadas
Send this to a friend