Nordeste saiu às ruas pelo fora Bolsonaro

Anterior
Próximo

Burguesia lava as mãos

A “grande” solução do Estado: “mulheres, não tenham filhos”

A recomendação reforça claramente a forma como o governo Bolsonaro enfrenta a pandemia e qual seu trato com as mulheres

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No Brasil mais de 10 mil grávidas se contaminaram com Covid 19 – André Borges/ Agência Brasília

Publicidade

O secretário do Ministério da Saúde Raphael Parente, recomendou as brasileiras o adiamento da gravidez, por causa do risco da contaminação de Covid 19.

Nas palavras de Raphael Parente, secretário do Ministério da Saúde do Governo Bolsonaro, as mulheres que evitarem a gravidez nesse momento crítico tem a chance que “usufruírem” de uma gravidez tranquila e segura no pós pandemia. O secretário lembrou ainda o surto da endemia do Zika Vírus a alguns anos no país, em que muitas mulheres portadoras do vírus geraram bebês com microcefalia, o que segundo ele teria criado medo e diminuído o número de gestações no país.

A recomendação é bem importante de se destacar, pois reforça claramente a forma como o governo Bolsonaro enfrenta a pandemia e qual seu trato com as mulheres.

A pandemia já vitimou no Brasil mais de 450 mil pessoas e com a próxima alta de contaminações que se avizinha a tendência é de piora, segundo levantamento mais de 10 mil mulheres grávidas foram contaminadas, fora a grande quantidade de subnotificações, sendo o país que mais mata grávidas e puérperas.

É a grande solução anunciada pelo estado brasileiro de extrema direita, administrado por uma horda fascistas e inimigo da mulher para grupo altamente vulnerável que são as mulheres é a de que não engravidem porque farão nada por elas.

Se na onda ditatorial que assombra o país, as mulheres forem aguardar um momento tranquilo para ter filhos não haverá mais crianças nascendo por aqui. Tem sido negado a elas os direitos a creche e educação básica geral, além de acesso ao sistema de saúde de qualidade para si e seus filhos.

São a parcela da população mais explorada, recebendo os piores salários na maior parte das vezes em condições péssimas de trabalho. Além de enfrentarem diariamente jornadas exaustivas de trabalho mal remunerado e doméstico. Foram atingidas com maior força também pela pandemia e todos seus diversos efeitos nefastos.

A posição do governo Bolsonaro é a de venda do país e abandono completo da população, entregar toda a riqueza dos brasileiros para os imperialistas sem pestanejar, deixa claro que dele e seu governo nada deve se esperar de proteção social ou direitos, menos ainda em relação a diminuição da crise da pandemia e seus efeitos, a situação em todo o país e deixar ir até onde der e ver quem continua vivo para continuar explorando.

Tendo essa clareza das posições é preciso que não se tenha nenhuma ilusão com a segurança para as mulheres e as crianças, será preciso para isso arrancar dos fascistas tudo que eles estão negando. A garantia de sobrevivência e condições de vida dignas. Somente com a organização das mulheres por meio da luta popular, com manifestações massivas de rua, exigindo plano de ação para o fim da pandemia, com saúde e educação de qualidade garantida para todas as crianças, além do direito a ter ou não seus filhos com segurança no momento em que bem entenderem.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.