Imigração
A Operação “Acolhida” é, na verdade, uma grande fraude para dar uma roupagem legal ao controle dos imigrantes pelo governo Bolsonaro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
jornaldoradialista2017-policia-da-nicaragua-nega-tiros-de-paramilitares-contra-brasileira-01-e1532482153827-1728x800_c
O objetivo do governo Bolsonaro é deportar os venezuelanos | Reprodução: Jornal do Radialista

Na última segunda-feira (12), o Ministério Público Federal (MPF) enviou uma equipe para averiguar o trabalho da “Operação Acolhida”, um projeto encampado pelo exército, em Roraima, e que teria, supostamente, o objetivo de organizar a distribuição dos imigrantes venezuelanos pelo País.

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão teria visitado a ocupação Ka´Ubanoko, onde vivem cerca de 850 imigrantes venezuelanos. Durante os dias 13 e 15 de outubro, visitaração outras ocupações como a Warao, Kariña e E’ñepá. Segundo informações, o objetivo é recolher informações para trabalhar junto à Operação Acolhida, e garantir que os direitos do imigrante sejam atendidos.

No entanto, no mês passado a Procuradoria entrou em contato com a Operação solicitando explicações sobre o repentino esvaziamento de recursos e a ameaça de acabar com a operação. Ou seja, a tal Operação “Acolhida” é, na verdade, uma grande fraude para dar uma roupagem legal ao controle dos imigrantes pelo governo Bolsonaro.

Bolsonaro, colocando o Brasil no lugar de colônia norte americana, alega ser inimigo da Venezuela, no entanto, aplicará a mesma política de devolução de imigrantes do governo Trump. A Operação Acolhida, em verdade, é uma política bolsonarista e deportação dos imigrantes é a política do Brasil hoje que, além de cumprir o papel de capacho dos EUA, bate recordes de desemprego durante o governo impopular e ilegítimo de Jair Bolsonaro.

Este diário denuncia abertamente a perseguição da direita e da extrema-direita no Brasil ao presidente legítimo da Venezuela, Nicolás Maduro, defendendo sua permanência, que é assegurada pelo povo venezuelano. Entretanto, reconhece o direito democrático dos imigrantes vindos do país de serem recebidos e colocados sobre uma vida digna no lugar onde bem entenderem, nesse caso, no Brasil.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas