Organização popular, já!
A crise é momento de radicalização, não de conciliação. Publicamos a seguir artigo enviado à redação do DCO por um colaborador do nosso jornal
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rio de Janeiro - Petroleiros e sindicalistas de outras categorias defendem greve geral em ato contra a PEC 55 e as reformas da Previdência e trabalhista (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Trabalhadores em greve. Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil |

A crítica à representatividade da classe trabalhadora no Estado burguês surge diante de desvarios políticos dos últimos tempos no Brasil. O programa de conciliação petista entrou em total falência e, junto com ele, toda a classe política de esquerda. Partidos políticos reformistas, a burocracia sindical, todos movem peças na tentativa de reconquistar a vitória em um jogo acabado: a democracia.

As aspirações revolucionárias foram jogadas no lixo há muito tempo pela esquerda. Hoje, aposta na tentativa de conciliação de classes, através de ações políticas dentro das instituições burguesas. O socialismo vem sendo utilizado apenas como impacto retórico ou como rótulo apresentável por personagens do atual cenário político brasileiro. Faz-se necessário, então, uma discussão sobre o esvaziamento teórico e o abandono da prática revolucionária.

É claro que, em momentos de crise, o Capital gera as condições objetivas de sua própria destruição. Porém, há de não esquecermos as condições subjetivas de revolta popular consciente do papel do proletariado na luta de classes. Este é o momento ideal para fomentar as aspirações revolucionárias do sujeito histórico mais poderoso: a classe trabalhadora.

A falência da esquerda política reflete a falência da democracia que, por sua vez, reflete a falência econômica do Neoliberalismo. Por isso, neste cenário de crise, há de reforçarmos a mobilização consciente das massas não só contra o atual governo desastroso e genocida, mas contra toda a base econômica de exploração capitalista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas