Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Copa América

A carta da Seleção Brasileira e a desorientação da esquerda

Jogadores brasileiros divulgaram carta criticando a organização da Copa América

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Após mais de uma semana de polêmicas sobre a Copa América e muita politicagem de Bolsonaro e da direita golpista tradicional, como a rede Globo, os jogadores da Seleção Brasileira divulgaram uma carta pública explicitando o posicionamento sobre o problema.

E a esquerda pequeno-burguesa, programada a seguir todas as orientações políticas da direita, acreditou que os jogadores, que ela mesma sempre chamou de “alienados, despolitizados, bolsonaristas”, poderiam se transformar em grandes revolucionários e decidir abandonar o torneio e a Seleção.

Diante da frustração, que só pode ser resultado da crença nas notícias falsas veiculadas pela imprensa para atacar Bolsonaro, a esquerda passou para o extremo oposto. Ao invés de analisar a situação, as forças e interesses políticos envolvidos no problema, a esquerda passou a fazer aquilo que ela adora: atacar a Seleção e o futebol brasileiro.

Estão escolhendo o pior ângulo possível para atacar o problema. Jornalistas esquerdistas e comentários nas redes sociais revelam o quanto a esquerda é facilmente manipulada pela direita, em particular a imprensa golpista. “Não vai torcer nunca pela Seleção”; “Essa Seleção não representa os brasileiros”; “Vou torcer contra a selecinha” e por aí vai…

Dessa maneira, a esquerda toma uma posição impopular e pior ainda entra no jogo da politicagem usando o futebol. Os jogadores da Seleção afirmam na carta que são contra a organização da Copa América, mas que nunca dirão não à Seleção Brasileira. Se fossemos escolher o ponto mais correto da carta dos jogadores seria esse. E é justo nesse ponto que a esquerda está mais batendo.

Ao invés de criticar a pressão sofrida pelos jogadores por parte de empresários, clubes europeus de um lado e bolsonaristas de outro. Ao invés de mostrar a manipulação da situação política com a Copa América, no momento em que o Brasil se levanta contra os golpistas. A esquerda ataca justamente a paixão do povo que é o futebol.

Não se trata aqui apenas do debate sobre a identificação do povo com a Seleção. Ao atacar o futebol e os jogadores, a esquerda está fazendo a mesma politicagem rasteira com o futebol. É como se dissessem: “só torço para a Seleção se fizerem do jeito que eu quero”. Isso mostra mais uma vez o horror que a esquerda tem do futebol. Parece uma esquerda que mora na Europa, nos Estados Unidos, menos no Brasil. Dá para imaginar um torcedor do Corinthians, do Flamengo ou de qualquer clube brasileiro condicionando a sua torcida ao posicionamento político dos jogadores.

A esquerda trata a Seleção dessa maneira, o que mostra que ela não entende nada de futebol. E assim, ela está atacando uma das maiores expressões da cultura brasileira, apenas para fazer politicagem.

O governo Bolsonaro, o golpe, o caos no Brasil, a fome, a miséria e as mortes pelo coronavírus devem ser combatidos politicamente, com o maior radicalismo possível. Tudo isso, no entanto, não vai impedir o brasileiro de cantar e de sambar, e não vai impedir de torcer e de gritar gol. Porque somente uma esquerda de classe média, acostumada a imitar a burguesia, poderia pensar em tirar o pouco divertimento que o povo tem.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.