Manobra da direita golpista
Imprensa golpista procura cinicamente igualar Lula e Bolsonaro, na tentativa de isolar os dois e fortalecer o “centrão”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
lula
Lula e Bolsonaro, polarizam a situação. |

A declaração de Bolsonaro, “quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda toma tubaína”, teve repercussão altamente negativa, num momento em que o Brasil batia recordes de mortes pelo coronavírus num único dia (1.127).

Esse não foi o primeiro deboche do presidente fraudulento e nem será o último. Bolsonaro deixa escapar esse tipo de declaração pois expressa o que a burguesia de conjunto pensa sobre a morte e o sofrimento do povo. De fato, ela não liga minimamente para o povo. A imprensa golpista aproveitou a declaração para manter a política de pressão sobre Bolsonaro.

No mesmo dia a noite, Lula, em entrevista à Carta Capital, analisou que a crise com o coronavírus está mostrando a farsa da política neoliberal e a necessidade do Estado como essencial para resolver os problemas neste momento. “Eu, quando vejo essas pessoas acharem que têm que vender tudo que é público e que tudo que é público não presta nada… Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises.” A correta crítica do ex-presidente foi usada para atacá-lo.

A imprensa golpista não perdeu tempo e aproveitou para comparar a declaração com a de Bolsonaro. A jornalista Vera Magalhães, conhecido elemento da extrema-direita, afirmou em coluna que a “Frase de Lula não foi ‘infeliz’, foi abjeta”.

O Globo publicou em seu sítio na internet matéria com a seguinte manchete: “Lula avalia positivamente o impacto do coronavírus sobre agenda liberal: ‘Ainda bem que a natureza criou esse monstro’.” A mesma linha seguiu o restante da imprensa golpista, tentando formar um escândalo sobre a declaração de Lula e igualando-a à piada de Bolsonaro.

A campanha fez Lula desculpar-se pela frase, o que reforçou a campanha de que ele realmente estaria comemorando a pandemia, como fez crer a imprensa e a direita.

Além do puro cinismo e manipulação da imprensa, o que mais estaria por trás da tentativa de igualar a piada – essa, sim, abjeta – de Bolsonaro, com uma declaração política correta de Lula? A manipulação é parte da manobra da burguesia para isolar os dois extremos da situação política nacional para fortalecer a direita golpista em torno do chamado “centrão”.

À parte toda a política de conciliação de Lula, sua figura representa a polarização à esquerda. Justamente por isso, a burguesia não aceita que Lula seja a alternativa eleitoral a Bolsonaro. A burguesia está procurando uma alternativa de confiança e que, de preferência, coloque até mesmo a esquerda a reboque de sua política de frente ampla.

É por isso que a frente ampla não inclui Lula. É impossível para o centrão admitir a presença de Lula numa frente ampla sem que ele seja o elemento principal dessa frente. A popularidade de Lula obriga a burguesia a se desfazer da figura dele. Uma frente com Lula só seria possível se Lula fosse a alternativa a Bolsonaro, o que a inviabilizaria.

Por isso, o esforço da imprensa golpista e da direita é apresentar Lula como uma espécie de reverso da mesma moeda de Bolsonaro. É preciso isolar os dois lados e fortalecer o “centro”, que na realidade é a direita golpista como sempre foi, fascista, inimiga do povo, mas sem Bolsonaro.

A esquerda que defende a frente ampla está de corpo inteiro nessa manobra da direita, colocando-se a reboque da burguesia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas