HAMBURGUER_1
SHARE

Dia de hoje na história

95 anos do nascimento de Milton Santos

Negro, nordestino e de esquerda, Milton Santos foi um dos maiores estudiosos de geografia no mundo.

Tempo de Leitura: 2 Minutos

Milton Santos foi um revolucionário na forma de se ensinar e pesquisar geografia no Brasil. – Foto por: reprodução.

Publicidade

Nascido em 3 de maio de 1926 no interior da Bahia, Milton Almeida dos Santos veio a se tornar um dos maiores geógrafos do Brasil. Apesar de ter inicialmente se graduado em Direito, sua paixão pela geografia, que surgiu quando ainda era criança, nunca o abandonou. Seus pais e avós eram professores primários, o que permitiu que tivesse excelente educação desde seus primeiros anos de vida, dominando a língua francesa já nos primeiros anos de vida. Posteriormente, foi matriculado pela família no internato Instituto de Ensino Baiano (IEB), local onde descobriu sua paixão pela geografia.

Milton Santos foi um aluno prodígio na instituição, vindo a ensinar na instituição matemática aos 13 anos de idade e geografia aos 15. Entretanto, apesar de seu forte apreço pelos estudos geográficos, optou por cursar Direito na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Ainda no Instituto de Ensino Baiano, outro interesse além da geografia surgiu: a militância de esquerda. Durante o período anterior aos anos de chumbo da ditadura militar brasileira, trabalhou como editor do jornal “A Tarde”, e teve contato com grandes nomes da esquerda brasileira da época. 

Até 1964, Milton Santos almejou prestar concurso para tornar-se professor da Universidade Federal da Bahia, mas teve seus planos interrompidos graças ao golpe militar. Logo após o golpe, foi preso pelos militares, sendo solto apenas após ter um AVC e passar um tempo internado. Ainda naquele ano, recebeu convites para trabalhar em universidades francesas, que teve de recusar por ser considerado ainda uma ameaça e preso político aos militares, que o impediam de deixar o país. Após intensa negociação, passou seis meses em prisão domiciliar e conseguiu, em dezembro de 1964, sair do país para trabalhar na França, onde permaneceu por 13 anos.

Em 1976, Milton Santos iniciou uma série de negociações para retornar ao país e começar a trabalhar em universidades brasileiras. Contudo, devido à instabilidade e insegurança política da época, reprimindo todos aqueles que se posicionavam à esquerda, teve convites e contratos de trabalho cancelados. Como consequência, um grupo de geógrafos influentes, como Armen Mamigonian, Maria Adélia Aparecida de Sousa, Bertha Becker e outros, começaram a negociar seu retorno ao Brasil, sendo efetivado em 1977. 

O retorno de Milton Santos marcou um período importante no ensino e pesquisa de geografia no Brasil. Posteriormente, em 1994 tornou-se o primeiro e único brasileiro e latino-americano a receber o Prêmio Internacional de Geografia Vautrin Lud, honraria equivalente ao prêmio Nobel a pesquisadores e estudiosos de geografia.

Milton Santos foi diagnosticado com câncer de próstata nos anos 90, vindo a falecer em 24 de junho de 2001. Mesmo após o diagnóstico, não deixou seus interesses e paixão pela geografia e pela militância de esquerda de lado, vivendo por isso até seus últimos dias.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Mais Lidas
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTT

70 ANOS DA REVOLUÇÃO CHINESA - COM RUI COSTA PIMENTA (CURSO COMPLETO)

471 Visualizações 9 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend