Nazismo: Noite dos Cristais marca o início do Holocausto… Entenda mais sobre o tema na Universidade de Férias do PCO

New Synagogue Rear - Berlin, Germany

Da redação – A noite dos cristais quebrados foi um dos marcos do início do holocausto, em 9 de novembro de 1938, a extrema direita austríaca e alemã organizou um pogrom, uma perseguição aos judeus, incentivada pelo governo alemão nazista e pela Sturmabteilung, o exército paramilitar do partido nazista e pelos cidadãos de extrema direita, todos incentivados e financiados pela burguesia e o governo.

O nome “Noite Dos Cristais” se deve ao fato dos vários pedaços de vidro na rua, que sobraram das vitrines das lojas, edifícios e sinagogas de judeus, que foram destruídas pelos fascistas austríacos e alemães.

A acusação utilizada pela extrema-direita fascista foi o assassinato do diplomata alemão, Ernst Eduard Vom Rath na frança, pelo judeu e polonês, Herschel Grynszpan. Criando assim uma ótima desculpa para causarem o pogrom, que foi a faísca do holocausto.

pogrom causou em volta de 90 mortes de judeus, mas incluindo mortes depois do ocorrido, passa de centenas. Além de vítimas que pagaram com suas vidas, cerca de 30.000 judeus foram presos, detidos ou mandados para campos de concentração.

Durante o ocorrido, hospitais, casas e escolas judaicas foram pilhadas e destruídas com marretas, e mais de 7.000 negócios foram destruídos. O que causou uma onda de choque, já que nunca foi vista antes tamanha barbaridade, muito menos uma barbaridade incentivada pelo chefe de estado.

Entenda mais sobre o tema na Universidade de Férias do PCO, que ocorrerá nos dias 12 e 26 de Janeiro. O tema da 43ª Universidade de Férias, o curso mais tradicional do marxismo brasileiro, será o “Fascismo: o que é e como combatê-lo?”, e por isso temas como este serão abordados de uma forma mais profunda, de forma que se entenda estes acontecimentos não de forma isolada, mas dentro de seu desenvolvimento histórico.