Coronavírus
A pandemia continua a se expandir entre os povos indígenas do Brasil. As tribos mais atingidas são Xavante, Kokama, Terena, Guajajara, Kaingang, Macuxi.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
QAZRPAOXCZFQ3JTCJLWQJEGJEM.aspx
Genocídio avança entre os povos indígenas. | RAPHAEL ALVES / EFE.

Dados divulgados pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), nesta quinta-feira (17), assinalam que 894 indígenas morreram vítimas do coronavírus.

No que tange ao número de infectados, são 42.192 casos confirmados até o momento. As tribos mais atingidas são Xavante, Kokama, Terena, Guajajara, Kaingang, Macuxi.

O Comitê Nacional para a Vida  e Memória Indígena alerta para o crescimento de infecções entre os povos indígenas no Brasil. Em diversas ocasiões, os indígenas denunciaram o abandono por parte das autoridades governamentais.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas