Siga o DCO nas redes sociais

Revolução Cubana
8/1/1959: Fidel Castro chega a Havana, marco da vitória revolucionária
No dia dia 08 de Janeiro de 1959, o Comandante-em-Chefe do Exército Rebelde e líder da guerrillheiro Fidel Castro chega na capital Havana, no movimento Caravana da Liberdade.
linda foto
Revolução Cubana
8/1/1959: Fidel Castro chega a Havana, marco da vitória revolucionária
No dia dia 08 de Janeiro de 1959, o Comandante-em-Chefe do Exército Rebelde e líder da guerrillheiro Fidel Castro chega na capital Havana, no movimento Caravana da Liberdade.
Primeiro discurso de Fidel em Havana
linda foto
Primeiro discurso de Fidel em Havana

No dia dia 08 de Janeiro de 1959, o Comandante-em-Chefe do Exército Rebelde e líder guerrilheiro Fidel Castro chega à capital Havana. Os revolucionários chegaram até Havana na Caravana da Liberdade, um movimento de deslocamento que cruza o país em direção à capital e que começara com a tomada militar da cidade de Santiago de Cuba, capital da província de Oriente, que ocasionou a fuga do ditador Fulgêncio Batista para os Estados Unidos e, consequentemente, o colapso das Forças Armadas e do regime político em seu conjunto.

Os guerrilheiros, liderados por Fidel Castro, haviam começado a luta nas montanhas de Sierra Maestra após o desembarque no iate Granma. No total, eram oitenta expedicionários que desembarcaram 2 de dezembro de 1956. Logo em seguida, houve um confronto com as tropas de Batista da qual somente doze sobreviveram, entre eles o médico argentino Che Guevara e Camilo Cienfuegos, que desempenharam destacado papel nas frentes de luta e no comando das forças revolucionárias.

Nos cerca de 3 anos de luta armada após o desembarque, os guerrilheiros comandados por Fidel Castro derrotam ao menos três expedições de extermínio promovidas pelo governo Batista na Sierra Maestra, com tropas fortemente armadas e bem treinadas, tropas de elite, apoio de divisões blindadas, aviação, marinha e uma complexa rede de espionagem e uma polícia secreta que fazia uso de métodos de terror, cometendo assassinatos e torturas contra simpatizantes da guerrilha.

Os revolucionários foram tomando militarmente cidade por cidade na província de Oriente e instituindo os Territórios Livres de Cuba. A população comemorava a entrada do Exército Rebelde e expressava uma imensa alegria. Passo a passo, a ditadura ia se abalando e tornando-se mais frágil, até que entrou em colapso com a fuga do ditador e todo o bloco político que lhe dava sustentação.

A Caravana da Liberdade, que termina em Havana com a chegada de Fidel Castro, marcou a vitória definitiva do movimento revolucionário em Cuba e a instalação do novo governo oriundo do levante armado das massas populares.