Juventude nas ruas
A derrubada de Bolsonaro e a liberdade para o ex-presidente Lula são as reivindicações mais importantes no momento para os jovens.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
manifbahiaufba
Manifestação pela educação e contra o governo Bolsonaro. Foto: Reprodução. |

Hoje, sexta-feira, dia 20/09/2019, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), em conjunto com as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo convoca atos por todo o Brasil para uma luta nacional contra a reforma da previdência, pela defesa da educação e dos direitos trabalhistas. O dia foi escolhido para coincidir com os atos mundiais conhecidos como “greves climáticas”. Apesar das palavras de ordem visando pautas parciais, podemos resumir as reivindicações com as palavras de ordem de “Fora Bolsonaro” e “Liberdade para Lula”.

E por que a juventude deve estar presente nesse dia? Abaixo listamos 7 motivos para a participação dos jovens:

1 – É pela defesa da educação – Os ataques do governo golpista de Jair Bolsonaro prejudicam o ensino público. O presidente golpista já nomeou diretamente vários reitores, sem respeitar as eleições das universidades; cortou as verbas da educação, prejudicando os serviços básicos de infraestrutura; lançou uma carteirinha digital, para esvaziar a da UNE; quer implantar o projeto “Future-se”, visando privatizar as universidades; tenta implantar um modelo de militarização das escolas, para controlar os alunos; dentre outras medidas absurdas.

 2 – É pelo ensino público das universidades – É muito claro a intenção por parte da burguesia de privatizar as universidades e institutos de ensino públicos, bem demonstrada no projeto “Future-se”.  A redução de verbas prejudica os serviços fornecidos e impede as pesquisas se desenvolverem, visando um barateamento de custo e facilitar a entrega ao capital privado. O estudante, que atualmente enfrenta a dificuldade de arranjar renda, e sua família vão ter de arcar com as despesas de mensalidade, o que vai limitar o ensino apenas aos setores mais ricos da população.

3 – É pela experiência de se fazer política – O movimento estudantil, historicamente, sempre foi bastante combativo do ponto de vista político. O seu frescor revolucionário, próprio dos “jovens que estão livres de toda responsabilidade pelo passado” das derrotas do movimento operário os fazem candidatos ideais para renovar a fileira da vanguarda de mobilizações. As condições para as manifestações estão dadas aqui no Brasil, é necessário apenas ampliar o movimento.“Somente o entusiasmo fresco e o espírito agressivo da juventude podem assegurar os sucessos preliminares na luta”. – Leon Trótski, O Programa de Transição.

4 – É pela defesa das conquistas dos trabalhadores – Aliados dos estudantes e fundamentais para o sucesso da luta, estão os trabalhadores, detentores de inúmeras conquistas sociais ao longo dos últimos séculos. A Revolução Russa, feita pelos operários e camponeses, que obrigou os países imperialistas a criar o “estado de bem-estar social”, trouxe o modelo de ensino público gratuito e a educação de qualidade para todos. Países como o Brasil, que precisam recorrer ao Estado para administrar uma universidade de qualidade, têm o dever de manter essa conquista dos trabalhadores.

5 – É para ampliar a mobilização – Atualmente, basta que uma certa quantidade de pessoas se agrupe para escutarmos o grito de “Ei, Bolsonaro, vai tomar no **”. A insatisfação de vários setores da população contra o governo é gigantesca, comprovado pelos mutirões e pelas diversas manifestações espontâneas das massas que vemos pelo Brasil. Um dos setores mais afetados é o dos jovens, com o ataque às universidades. Portanto, é dever da juventude engrossar as fileiras das manifestações.

6 – É pela Liberdade de Lula  – Os governos do PT foram os que mais investiram na educação. Foram diversas as universidades e escolas de ensino técnico e profissionalizante criadas no período de administração petista. Tudo isso iniciou-se nos governos de Lula, e várias destas conquistas estão sendo ameaçadas no momento. Libertar Lula da prisão ajudará na mobilização das massas de todo o país e servirá como aliado fundamental da juventude na luta contra os golpistas.

7 – É pelo Fora Bolsonaro – Pedir a derrubada do governo golpista de Jair Bolsonaro é urgente. O presidente ilegítimo orquestra uma operação de ataque multilateral à população a nível nacional, no ensino, na saúde, na economia e em diversos outros setores. Ao invés de lutarmos por cada pauta, agindo separadamente, devemos unificar as pautas e cortar o mal pela raiz: é preciso derrubar o governo Bolsonaro! Fora Bolsonaro!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas