7 frases que provam que Ciro Gomes é um candidato golpista

capa-cotv-ciro-gomes

Ciro Gomes é um coronel golpista! O candidato golpista nunca torceu por Lula senão com interesses eleitoreiros. Para a imprensa burguesa é apresentado como uma consciente e moderada alternativa de esquerda e torce apenas para que a figura de Lula imploda de forma controlada, deixando seu eleitorado todo para ele.

Ciro é um político burguês e a política burguesa é a arte da mentira. É estranho que ninguém lembre que o Ciro já foi do PSDB, amigo do golpista mor Tasso Jereissatti. Além disso é rodeado de “cirominions”, que não são eleitores, são funcionário da empresa de marketing de Ciro Gomes.

Para atestar o caráter golpista e o coração tucano de Ciro Gomes, selecionamos sete frases que comprovam isso.

1 – “O melhor controle é o controle remoto”, resposta dele a uma pergunta se ele, eleito, imporia um controle à Globo;

2 – “Imaginar conspiração política [contra Lula] ofende a inteligência média do país”, Gomes negou que haja uma conspiração política no poder Judiciário contra Lula;

3 – “O que quero dizer nesta hora crítica é que, apesar de seus graves problemas, a Justiça brasileira ainda deve merecer o respeito institucional da nação. O oposto é a baderna, a anarquia e, evidentemente, a violência”, resposta de Ciro sobre o julgamento farsa do TRF4, em Porto Alegre, no dia 24 de janeiro;

4 – “O general a quem se atribuiu a penosa tarefa [Intervenção Militar RJ], Walter Braga Neto, é o que há de melhor em nossas forças armadas. Sério, competente e com elevado espírito público, deve ter o apoio de todos nós.”, sobre a intervenção no Rio de Janeiro, a qual apoia incondicionalmente;

5 – “Não se pode fazer a afirmação de que eleição sem Lula é fraude”, se sentindo competitivo para as eleições que certamente serão fraudadas;

6 – “Não fui a São Bernardo do Campo porque não sou um puxadinho do PT”; ao responder o porquê de não ter ido a São Bernardo prestar solidariedade a Lula;

7 – “Lula não é um preso político”, para Ciro Gomes. Mas também para Demétrio Magnoli e todos esses intelectuais pagos pelo imperialismo.