5 motivos para participar Réveillon pela liberdade do Lula em Curitiba

Lula Livre dia do registro TSE 2

Considerando o grave momento por que passa o país, com ataques aos trabalhadores sendo desferidos desde 2016[1], de forma sistemática e organizada, assim como à esquerda, com a perseguição e prisão de líderes políticos e de movimentos sociais, com seu ápice na condenação e prisão política de Luiz Inácio Lula da Silva, o Partido da Causa Operária (PCO) decidiu juntar-se aos Comitês de luta contra o golpe e alguns setores do PT para realizar um Réveillon em Curitiba, onde está encarcerado o ex-presidente Lula.

Lula é preso político e está há mais de 8 meses encarcerado nas dependências da Polícia Federal em Curitiba. Para o PCO, a luta pela libertação de Lula tem prioridade máxima. O aprisionamento político da maior liderança popular no país, fundador do atualmente maior partido de esquerda da América Latina é o maior teste da direita antes de seguir com a perseguição total às esquerdas, aos sindicatos, aos movimentos sociais em geral. A prisão de Lula é ilegal e política, tem o claro objetivo de enfraquecer o movimento operário e de  abrir definitivamente a temporada de caça às esquerdas e aos movimentos sociais.

O PCO defende que não há momento para trégua na luta contra o golpe e, portanto, na luta pela liberdade de Lula. A luta segue até a derrota de todos os golpistas. Por isso, no dia da posse da fraude Bolsonaro, golpista que vai intensificar os ataques aos trabalhadores levada a cabo pelo desgoverno Golpista/PSDB, Curitiba deve estar lotada em apoio a Lula, numa demonstração de que o fascista e seu governo golpista não terão apoio real, ao mesmo tempo deixaremos claro que jamais venceriam uma eleição se Lula estivesse concorrendo.

Convocamos todos para que se organizem e participem do Réveillon pela liberdade de Lula. Há muitos motivos para participar dessa festa/ato, dos quais citamos e reforçamos 5:

  1. Participar do réveillon em Curitiba é Lutar pela Liberdade de Lula;
  2. Por isso mesmo, os comitês de luta contra o golpe estarão presentes, reforçando a disposição de resistir e lutar contra os golpistas, marcando esse momento como mobilização popular;
  3. Não é possível vencer a luta sem mobilização, dessa forma estar em Curitiba na passagem do ano é o melhor meio de retomar as mobilizações contra os golpistas;
  4. Será igualmente uma oportunidade de confraternização entre os que têm se mantido na resistência. Nesse dia, Curitiba vai receber militantes de todo os estados brasileiros, reforçando a certeza de que não somos poucos e não estamos sozinhos na luta;
  5. Não há melhor forma de iniciar um ano do que lutando.

Todos à Curitiba.

#ForaBolsonaro #LiberdadeParaLula

 


NOTA:

[1] Um Golpe de Estado foi executado pelas oligarquias nacionais e internacionais, por meio de seus representantes no Legislativo, Judiciário e Executivo, coordenado pela imprensa e apoiado por grupos criados e financiados para disseminar falsas informações, atacar a ação política, incitar o ódio contra as esquerdas e os movimentos sociais em geral.