Siga o DCO nas redes sociais

45% dos acidentes de trabalho no Brasil são por morte e invalidez permanente, os frigoríficos se destacam entre os primeiros
82145b60-ea9f-4002-ab57-c811171b9d3f
45% dos acidentes de trabalho no Brasil são por morte e invalidez permanente, os frigoríficos se destacam entre os primeiros
82145b60-ea9f-4002-ab57-c811171b9d3f

São mais de 800 mil trabalhadores registrados no Instituto Nacional de Seguro social, durante o ano de 2018, este número está muito longe da realidade, uma vez que os patrões ocultam os verdadeiros dados, não fornecendo o

Comunicado de Acidentes do trabalho (CAT) entre outras informações, uma maneira rasteira para não mostrar o quanto são irresponsáveis em relação às condições de trabalho e vida de seus funcionários.

Conforme informações no ano de 2013, 45% dos acidentes registrados na Previdência Social, são de mortes, invalidez permanente, e afastamentos por períodos menores, naquele período o levantamento era de 2007 a 2013 e correspondia a cinco milhões, destes 2.250.000 representavam os 45%.

Os frigoríficos, principal setor industrial em relação aos acidentes e doenças do trabalho, estando em primeiro lugar e, conforme informações do Ministério Público do Trabalho (MPT) deste ano de 2019, referente ao estado de Mato Grosso do Sul que teve um aumento de 18% neste setor, pode-se dizer que, pelo menos no ramo frigorífico esse percentual pode estar ultrapassando os 50%, ou seja, os patrões têm, em suas indústrias, verdadeiros campos de concentração.