42º Universidade de Férias do PCO tem seu tema definido: “Brasil: da crise da ditadura militar ao golpe de 2016”

universidade de férias

Já foi definida a data e o tema da 42º Universidade de Férias do PCO, e a discussão não poderia ser mais necessária e atual. Nesta edição, o tema abordado será: “Brasil: da crise da ditadura militar ao golpe de 2016”, essa atividade crucial de formação marxista será realizada entre os dias 23 e 29 de julho, no interior do estado de São Paulo.

Sobre os detalhes dos 7 dias de estadia, este diário lançará diversas matérias com informações aos interessados, sobre o local e o calendário de atividades.

Algo que vale ressaltar logo de início, é o fato desse curso de formação marxista ter completado 21 anos de tradição, sendo apresentado pelo companheiro Rui Costa Pimenta (Presidente Nacional do PCO) e outros camaradas, discutindo temas diversos do passado da luta de classes e que podem ser encontrados no canal do YouTube da Causa Operária TV.

A estadia poderá ser em quartos e barracas, onde os participantes poderão cozinhar juntos, organizar juntos as atividades, participar das atividades do cronograma, como passeios, campeonato de futebol, exibição de filmes, brincadeiras e jogos diversos. O curso acompanha materiais de estudo, tais como a apostila teórica, caderno de anotações e cronograma. O material que será utilizado para a discussão atual será o livro do companheiro Rui Costa Pimenta: “Golpe de Estado no Brasil, balanço e perspectivas”, um livro inédito sobre um tema amplamente debatido mas nunca tratado de um ponto de vista marxista, claro e por um partido que luta contra o golpe há anos.

Aos leitores que estão se aproximando agora de um partido operário e revolucionário, que luta junto aos trabalhadores no mundo real, não poderíamos tomar outra atitude a não ser convocar todos que puderem comparecer, divulgando ao máximo em toda nossa imprensa. Pois, frente à total destruição da economia nacional, dos serviços públicos e congelamento de gastos pelos golpistas por vinte anos, o golpe deve ser derrotado, mesmo com a esquerda pequeno-burguesa, que nunca lutou de fato contra o mesmo, querendo virar a página do golpe nas eleições, lançando candidatos enquanto os golpistas avançam e atacam abertamente os trabalhadores. Então venha com o partido da luta contra o golpe.

Sobre a situação política que será debatida, vivemos hoje um choque entre os trabalhadores e golpistas, onde de um lado da luta de classes temos as Frentes Populares organizando para lutar junto aos movimentos sociais e partidos de esquerda, e do outro pequenos grupos de fascistas que promovem palestras financiada por grandes capitalistas nas universidades – e para destruir as mesmas -, também manifestações de paneleiros alienados, e que, finalmente, chegaram a atacar a caravana de Lula a tiros. Como na ditadura militar brasileira de 1964, a esquerda começa a ser atacada abertamente após o golpe, e após Lula ser preso, seu acampamento em Curitiba também foi atacado por tiros, o que demonstra que a direita está ficando assanhada e as organizações dos trabalhadores precisam agir.

Sendo assim, o curso não se trata apenas de um estudo de datas e fatos históricos, mas sim de uma análise minuciosa do próprio mecanismo do golpe, a relação entre as classes sociais, a investida da direita, a crise do capitalismo, os planos de austeridade e anti-populares do neoliberalismo para os países da América Latina – que só conseguem ser colocados em prática com a utilização da força de golpes de estados -, e como feito por todo o mundo pelo imperialismo. Será um estudo completo e esclarecedor de todo o desenvolvimento dos golpes de Estado no Brasil e nos países da América Latina, países que ainda são desejados pelo imperialismo mundial para que voltem a serem colônias por completo.

Por fim, dará continuidade à última Universidade de Férias, cujo tema foi “A crise histórica do capitalismo: do surgimento do imperialismo ao neoliberalismo”, que tratou das lutas políticas e econômicas do século passado. Foi finalizado na data de 1990, com o encabeçamento do neoliberalismo pelo mundo – iniciado em 1970 na crise da Bolsa nos EUA – e a queda do Muro de Berlim (1989), com o fim da URSS e os debates que se deram pelo mundo. Traremos também as perspectivas para o atual momento político conturbado no Brasil e no mundo, imerso na crise capitalista, com o atual avanço desesperado do neoliberalismo sobre os países atrasados e a situação política nacional mais detalhadamente, com as novas ameaças de golpe dos militares fascistas e tudo de um ponto de vista marxista como nunca antes visto em outro lugar.

Venha participar, entre em contato com a Secretária de Organização do PCO e faça parte dessa experiência socialista.

Segue os números  de whatsapp:

(11) 98589-7537 (TIM)
(11) 96388-6198 (Vivo)
(11) 97077-2322 (Claro)
(11) 93143-4534 (Oi)

Skype: Partido da Causa Operária

Facebook: @diarioco @JornalCausaOperaria @pco29.