Crise capitalista
A desculpa esfarrapada de sempre é a tal “incerteza do mercado”, sobre o futuro do consumo de seus produtos, como se as vidas dos operários fossem medidas em números, em dinheiro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
coca (1)
Empresa da Coca-cola | Foto: reprodução

A imprensa internacionais esta divulgando que quatro em cada dez multinacionais pretendem demitir centenas de milhares de operários ao longo dos próximos 12 meses. O levantamento recente do The Conference Board em parceria com o fórum empresarial The Business Council, demonstra que os presidentes executivos da Coca-Coca, Boieng, American Airlines e Estee Lauder, que atuam em setores diversos, estão entre as que já anunciaram cortes nas últimas semanas.

As demissões em massas da principais empresas do mundo, para além de revelar o nível da crise capitalista que estamos vivendo, deixa claro que estes capitalistas sempre que se avizinham problemas econômicos, cortam custos mandando embora pais e mães de famílias que em outro tempo deram muito lucro para eles. A desculpa esfarrapada de sempre é a tal “incerteza do mercado” quanto ao futuro do consumo de seus produtos, que os leva a frear investimentos, como se as vidas dos operários fossem apenas números, notas e moedas.

A crise capitalista é de tamanha gravidade que as maiores empresas estão neste nível de desagregação. Agora, imaginemos o que não acontecerá com as pequenas e médias empresas, ou ainda pior, com a vida dos operários esmagados décadas a fio.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas