Interior de SP
Na manhã deste sábado (01), aconteceu o III Ato Fora Bolsonaro na cidade de Araraquara. Nos dias 15/08 e 29/08 acontecerão Atos pela Jornada de Lutas Fora Bolsonaro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
FB
III Ato Fora Bolsonaro na Praça Santa Cruz de Araraquara | Maurício Salazar/DCO

Na manhã deste sábado (01), aconteceu o III Ato Fora Bolsonaro na cidade de Araraquara, interior de São Paulo. Este é o primeiro da Jornada de Lutas Fora Bolsonaro, que vai organizar mais dois atos: dias 15 e 29 de agosto, às 11:30 na Praça Santa Cruz.

Militantes do Partido da Causa Operária, do Comitê de Luta Fora Bolsonaro, anarquistas e independentes compareceram às ruas para reivindicar a derrubada do governo fascista de Jair Bolsonaro. Todos os ataques aos direitos foram denunciados amplamente para a população que passava pela praça. Adesivos Fora Bolsonaro foram distribuídos e o Jornal Causa Operária, edição 1.117, vendido ao público.

A Polícia Militar mandou duas viaturas e diversos agentes, que se postaram próximo ao local do ato. A postura dos PMs é claramente intimidatória, no sentido de infundir medo e impedir o desenvolvimento da Campanha Fora Bolsonaro. Os comerciantes tentaram boicotar o ato e colocaram o som alto enquanto havia falas no microfone. Um agrupamento da Igreja Universal ocupou uma parte da praça, em uma clara tentativa de desviar o foco da manifestação. Já foi noticiado que os comerciantes se articulam com a extrema-direita fascista e a Polícia Militar para impedir atos de esquerda na praça central da cidade.

O perigo permanente de golpe militar foi denunciado à população, uma vez que são mais de 6.000 membros das Forças Armadas no governo Jair Bolsonaro. No que tange à pandemia do COVID-19, são mais de 90 mil mortos e 2 milhões de infectados, sem que nenhuma medida efetiva seja tomada para combater a pandemia. A cada dia, aumenta a pressão do aparelho repressivo do Estado, em especial da Polícia Militar, contra as organizações populares, sindicais e de esquerda.

É óbvio que a Polícia Militar se articula com a direita para impedir a campanha Fora Bolsonaro em Araraquara. No final do ato, passou um fascista dentro de um carro que exibia um cassetete para os manifestantes. Isso ocorreu na frente dos PMs, que nada fizeram. Se alguém da esquerda exibir um cassetete, imediatamente será preso e levado à delegacia.

Os partidos de esquerda organizados na cidade, PT, PSOL e PDT, foram convidados para participar dos atos públicos da Jornada Fora Bolsonaro.

A luta contra o fascismo só será vitoriosa com a mobilização revolucionária do povo, por meio de suas organizações políticas e sindicais. Nenhuma eleição vai resolver o problema da população. Somente a mobilização será capaz de fazê-lo.

Convocamos a todos os setores de esquerda, democráticos e progressistas a participar na Jornada de Lutas Fora Bolsonaro de Araraquara.

 

 

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas