31 de maio de 1819: aniversário de 200 anos de Walt Whitman, “o pai do verso livre”

Whitman_Vimeo

Em 31 de maio de 1819, nascia em Huntington, um dez cidades do condado de Suffolk, localizado em Nova Iorque, o poeta, ensaísta e jornalista norte-americano Walt Whitman – considerado por muitos como o maior poeta dos Estados Unidos.

Uma de suas obras mais famosas, Folhas de Relva (Leavas of grass, 1855), demorou anos para ser terminado. Whitman passou a maior parte de sua vida profissional escrevendo e re-escrevendo o livro, ocasionando diversas edições deste mesmo livro – a primeira tendo 12 poemas e a última mais de 400 poemas compilados.

Na época, Whitman era considerado um obsceno, por tratar, além de diversos outros temas, de prazeres sensuais em suas obras. Os setores mais conservadores a extrema-direita, por isso, trataram sua obra de imoral.

Uma curta biografia…

Whitman, de ascendência inglesa e holandesa, apesar de ter nascido em Huntington, mudou-se logo cedo para a grande cidade, em Brooklyn. Aos onze anos de idade, começou a trabalhar como aprendiz em uma tipografia.

Whitman sempre teve ligação com a literatura e a língua, trabalhando como impressor em Nova Iorque, aos 16 anos, profissão que exerceu até 1841 (22 anos), realizando entre tempos, a profissão de professor em algumas escolas da cidade.

À partir de 1842, começou a trabalhar em diversos jornais de autoria própria ou não até 1848, quando começou a viajar pelos Estados Unidos – passando por Nova Orleans, Mississipi e os Grandes lagos – o que lhe deu um grande conteúdo para publicar a primeira edição de Folhas de Relva.

A ideologia de vida pouco tradicional de Whitman, transformou-o em um dos principais influenciadores da geração Beatnik, que surgira nos EUA após a Segunda guerra mundial, com uma intensa crítica ao “American Way of Life” – isto é, aos costumes, ao moral e aos hábitos da sociedade norte-americana.