Crise total
O cenário de uma crise que supera a da Grande Depressão (1929), demonstra claramente a decadência final deste sistema explorador
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
EUA
AFP / Angela Weiss |

Da redação – Na próxima sexta-feira (8), os Estados Unidos publicarão o relatório mensal de desemprego para abril, sabendo que, desde março, os números catastróficos do maior país capitalista do mundo, eram de 30 milhões de pessoas que perderam o emprego.

O país com maior número de mortes por coronavírus no mundo, onde, em abril foi o primeiro mês em que o confinamento se estendeu por quase todo o país, contabiliza mais de 70.000 mortes, e agora, atingirá o maior nível de desemprego de todos os tempos.

Nesta quarta-feira (6), a consultoria ADP informou que apenas nas primeiras semanas de abril o setor privado dos EUA perdeu mais de 20,2 milhões de empregos e muitos especialistas afirmam que a taxa de desemprego está na casa dos dois dígitos, com previsões que chegam a ficar acima de 20%.

O cenário de uma crise que supera a da Grande Depressão (1929), demonstra claramente a decadência final deste sistema opressor. Em tempos de paz, os capitalistas apenas roubam o lucro dos trabalhadores, mas em tempos de guerra, matam quantos forem precisos para não perderem seus lucros e tentar salvar o mercado do colapso completo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas