Menu da Rede

Crise total

30 milhões: EUA batem recorde histórico de desemprego em abril

O cenário de uma crise que supera a da Grande Depressão (1929), demonstra claramente a decadência final deste sistema explorador

Tempo de Leitura: < 1

AFP / Angela Weiss –

Publicidade

Da redação – Na próxima sexta-feira (8), os Estados Unidos publicarão o relatório mensal de desemprego para abril, sabendo que, desde março, os números catastróficos do maior país capitalista do mundo, eram de 30 milhões de pessoas que perderam o emprego.

O país com maior número de mortes por coronavírus no mundo, onde, em abril foi o primeiro mês em que o confinamento se estendeu por quase todo o país, contabiliza mais de 70.000 mortes, e agora, atingirá o maior nível de desemprego de todos os tempos.

Nesta quarta-feira (6), a consultoria ADP informou que apenas nas primeiras semanas de abril o setor privado dos EUA perdeu mais de 20,2 milhões de empregos e muitos especialistas afirmam que a taxa de desemprego está na casa dos dois dígitos, com previsões que chegam a ficar acima de 20%.

O cenário de uma crise que supera a da Grande Depressão (1929), demonstra claramente a decadência final deste sistema opressor. Em tempos de paz, os capitalistas apenas roubam o lucro dos trabalhadores, mas em tempos de guerra, matam quantos forem precisos para não perderem seus lucros e tentar salvar o mercado do colapso completo.

Mais Lidas
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTT

Bolsonaro vai usar Força Nacional para defender latifúndio - Programa de Índio nº 84 - 16/06/21

0 Visualizações 10 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend