30 de novembro de 1947: começa a guerra civil no Mandato da Palestina

guerra civil mandato palestino

Um ano antes da criação do Estado de Israel, em 1948, houve uma guerra civil no então chamado “Mandato da Palestina”. No dia 29 de novembro de 1947, a Assembleia Geral da ONU decidiu que o território deveria ser dividido em dois estados, um Estado judeu e outro árabe. Logo depois da adoção da resolução, os árabes recusaram o plano e no dia seguinte começou uma guerra civil na região.

O plano da ONU colocava uma parte significativa da população árabe sob o Estado judeu, de modo a entregar grande parte do território para os sionistas. A ideia era que os dois estados tivessem autonomia política e fossem integrados economicamente.

A resolução determinava que os britânicos se retirassem do território. Enquanto os britânicos se retiravam, as comunidades árabe e judaica entravam em conflito. A guerra teria a participação também dos estados árabes vizinhos. O resultado do confronto, com a vitória dos judeus apoiados pelo imperialismo, levou ao êxodo em massa de refugiados palestinos, episódio que é chamado pelos palestinos de Nakba (“catástrofe”), e marca a fundação de Israel.