Por uma Assembleia Popular!
Os movimentos populares da cidade e do campo e os partidos de esquerda devem chamar uma Assembleia Popular para organizar a luta contra o genocídio que acontece no País
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
cut
É necessário organizar uma ampla mobilização com base em um programa do povo | Foto: Reprodução

A situação da pandemia no País permanece crítica e se aprofunda desde seu início. O Brasil já possui o lastimável número de mais de 100.000 mortos e neste mês não passou um dia em que não morresse menos de mil pessoas decorrentes do novo coronavírus.

É uma guerra que atinge todos os brasileiros, toda população sofre exposta ao vírus, mas também os trabalhadores sofrem com o desemprego crescente, que é maior do que o número de empregados pela primeira vez em toda história brasileira, os cortes salariais, a retirada de direitos fundamentais, etc. Isto é, além da política genocida de todo aparato estatal, os capitalistas empurram a crise para os ombros da classe trabalhadora de conjunto.  

Desde o golpe de Estado de 2016, a situação só se aprofunda contra a classe trabalhadora. A pandemia intensificou exponencialmente essa crise, fazendo com que a violência da burguesia se acentuasse drasticamente. Em plena pandemia, a água do País foi privatizada, mais direitos trabalhistas foram destruídos, demissões em massas se espalham, os ônibus são reduzidos, o patronato corta salários à vontade, etc. Além de que no mesmo caminho aprofunda-se a repressão contra a população através da Polícia Militar, que na pandemia está matando e reprimindo aos montes para conter a população durante a crise. Há também a própria espionagem do Estado que contra a população, coisa tipicamente ditatorial.  

Está claro que, para manter esses ataques, o regime tende a se fechar. Diante de uma esquerda defensiva e do clima político reacionário do golpe de Estado, a situação se aprofunda a passos largos. E tende a piorar, tendo em vista que há uma desmobilização da esquerda de conjunto e uma ofensiva dos setores direitistas e do fascismo, isto é, a burguesia avança rapidamente contra o povo. E não deixará nada além dos seus lucros obscenos e uma miséria crescente das massas populares.  

Diante dessa situação, é preciso romper a paralisia e chamar uma Assembleia Popular imediatamente. É preciso combater os setores oportunistas e pressionar para uma mobilização de conjunto da população para a único caminho democrático possível para ela: a queda de Bolsonaro e de todos os golpistas.

As organizações sindicais, como a CUT e os movimentos populares da cidade e do campo, como MST, CMP, etc. juntamente com os partidos de esquerda, precisam convocar a Assembleia Popular, que tenha como objetivo oferecer um programa de luta contra o coronavírus. O governo Bolsonaro, o regime político e a burguesia continuarão com sua política genocida e só será possível barrá-la pela força da organização dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas