Siga o DCO nas redes sociais

Morre Machado de Assis.
29/09/1908: morre o escritor brasileiro Machado de Assis
Há 111 anos falecia um dos maiores escritores da história da humanidade, o brasileiro Machado de Assis.
machado_assis
Morre Machado de Assis.
29/09/1908: morre o escritor brasileiro Machado de Assis
Há 111 anos falecia um dos maiores escritores da história da humanidade, o brasileiro Machado de Assis.
Machado de Assis, o Bruxo.
machado_assis
Machado de Assis, o Bruxo.

Machado de Assis foi na visão de muitos o maior escritor da história do Brasil. Com certeza é um dos maiores do mundo. O Bruxo, como é conhecido, escreveu poesias, dramas, narrativas, crônicas e todos os gêneros pertinentes à época. Foi também o primeiro presidente da academia brasileira de letras, assim como um dos seus fundadores.

Escritor de clássicos como “Quincas Borba”, “Memórias Póstumas de Brás Cubase de inúmeros contos como “O Enfermeiro”, “O Alienista”, “Missa do Galo” e “A Cartomante”, é talvez na narrativa que Machado de Assis tenha feito sua produção mais reconhecida.

Um exemplo clássico de sua genialidade se dá na obra de “Dom Casmurro”. Na época em que o romance foi escrito, era consenso entre quem o lia que havia existido uma traição da personagem Capitu. Somente em 1960, 61 anos após a publicação do livro, é que a história se inverte a partir da leitura da norte-americana Helen Caldwell, que propôs uma leitura a partir do ponto de vista de que o protagonista Betinho apresentava a história de seu ponto de vista, sem nenhuma prova de que a traição que arruinara sua vida realmente tivesse acontecido. Apesar disso, a discussão sobre se Capitu traiu ou não bentinho ainda rende muito, principalmente nas redes sociais.

Leia Também  03/06/1935: tem início a jornada de protestos de "On-to-Ottawa"

Machado soube muito bem retratar a sociedade brasileira escravagista. Em contos como “Pai contra mãe” e “O caso da vara”, o escritor soube demonstrar com maestria como as classes sociais se enfrentavam no período, usando e abusando de uma ironia gigantesca.

Morreu aos 69 anos de idade no dia 29/09/1908, vítima de um câncer na boca. Sua literatura se transformou em uma das mais importantes do mundo, sendo discutida por inúmeros intelectuais do ramo da literatura e contribuindo em muito para a formação da cultura brasileira, inspirando muitos artistas até hoje e ajudando muitas pessoas a entender como funciona o Brasil.

 

 



Share via
Copy link