28ª Conferência Nacional do PCO deve referendar: “É Lula ou nada!”

IMG_20180819_110634401

Começou nesse sábado, dia 18, a 28ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária. Além da discussão política sobre a situação nacional e internacional, o evento deve servir para referendar o que a reunião ampliada do Comitê Central Nacional já havia decidido: apoio incondicional à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva para presidente da República.

Os membros do comitê central indicaram, em reunião no dia 6 de maio, que o partido abriria mão de sua candidatura presidencial para apoiar Lula, por representar uma frente única contra o golpe de Estado. A campanha por Lula presidente, preso pelos golpistas desde abril, é parte da campanha pela sua liberdade e contra o golpe. Também ficou definida a palavra de ordem de “eleição sem Lula é fraude”. Nesse sentido, a decisão do PCO é apoiar Lula até o fim, sem nenhum tipo de plano B, o que ficou bem explícito na palavra de ordem de “É Lula ou nada”.

Tudo isso deve ser referendado e aprovado na conferência nacional que termina hoje.

Além disso, os delegados de todo o País o presentes na conferência deve debater a aprovar as próximas tarefas da luta contra o golpe, como a mobilização em Brasília para o dia do julgamento da candidatura de Lula pelo TSE golpista.

A conferência é o momento em que os militantes do PCO debatem a política e o programa partidário para o próximo período. Esse programa, cujo principal eixo no momento é a luta contra o golpe, além da defesa de um governo dos trabalhadores da cidade e do campo, será o defendido por todos os candidatos do partido pelos 17 estados onde lançará candidaturas.

A conferência termina hoje e nos próximos dois dias, na segunda e na terça-feira, será organizado pelo partido o seminário eleitoral.