28 de abril de 1945: Mussolini é executado pela resistência italiana

mussolini-640x400

Completam-se hoje 73 anos da morte do ditador fascista Benito Mussolini. O ditador italiano foi executado pela resistência dos movimentos anti-fascistas da Itália.

O dia era 28 de abril de 1945. Mussolini e sua amante, além de outros 17 oficiais da ditadura capitalista, foram fuzilados – e seus corpos, devido à fúria dos trabalhadores que foram esmagados durante os mais de 20 anos de governo fascista, foram expostos em praça pública, em Milão, demonstrando a execração do povo ao regime.

Antes de sua morte, Mussolini – que se afastara do poder em 1943, dois anos antes de sua morte – tentou fugir para a Suíça. No entanto, durante sua fuga, a rota do ditador fora interceptada por militantes anti-fascistas, malogrando seus planos. Conta-se que Mussolini tentou comprar a resistência contra ele, como mostra a frase ao ditador atribuída: “salvai-me que eu vos darei um império”.

No dia seguinte à execução do ditador, morto aos 64 anos (nascera em 29 de julho de 1880), o primeiro-ministro italiano Ivanoe Bonomi confirmou o fuzilamento. E afirmou: “Terminou tragicamente seus dias esse aventureiro que jogou com a própria vida e a da pátria. Felizmente, o país não agoniza e ressurgirá”. Em Portugal, comandado pelo ditador Antônio Salazar, missas foram celebradas em Lisboa pela alma de Mussolini e Hitler, que morreria dois dias depois do Duce. Por sinal, o governo Salazar decretou luto oficial no país pela morte de Hitler.