27 de novembro de 1935: Prestes organiza um levante contra a ditadura de Vargas no Rio de Janeiro

Luiz_Carlos_Prestes_no_Tribunal_de_Segurança,_1937

O mês de novembro de 1935 ficou conhecido, na história brasileira, como o mês da tentativa de Revolução Comunista, também denominada de Intentona Comunista. Com levantes espalhados principalmente entre os Estados do Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Norte, a revolta teve como principal líder um capitão do Exército Brasileiro, Luís Carlos Prestes, líder da revolta tenentista que tinha aderido ao Partido Comunista do Brasileiro.

O epicentro da agitação ocorreu no estado Rio de Janeiro mediante um levante armado na Escola Militar da Praia Vermelha, seguindo o embalo do espírito que animou o movimento tenentista da década de 1920. Em que pese ter sido a maior tentativa da revolução, no que diz respeito ao número de insurretos, o fato é que o grupo não tinha condições numéricas e nem poder de fogo para tomar o poder. Assim, foram derrotados, e Prestes foi aprisionado.

Diferentemente do que ocorrera na revolução russa de 1917, através da qual houve um amplo levante popular contra o governo burguês, a ação isolada adota adotada por Prestes e seus companheiros foi uma atitude corajosa contra o governo de Getúlio Vargas, o qual se encaminhava para formar a ditadura burguesa do chamado Estado Novo.