Dados da ONU e da FAO
Número de pessoas passando fome deve chegar a 265 milhões de pessoas, o dobro do que seria considerado normal pelo regime capitalista. Estados, no entanto, gastam com banqueiros
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Opera Instantâneo_2020-04-21_160622_www.rfi.fr
Imagem: REUTERS |

Da redação – só o Brasil destinou 1,2 trilhões de reais para os banqueiros. A União Europeia irá gastar 500 bilhões de euros no que eles chamam de “ajuda para combater o coronavírus”, mas que é em quase sua totalidade um número gasto para salvar os bancos. Outros inúmeros estados fazem o mesmo. No entanto, a ONU e a FAO (duas organizações imperialistas) fazem demagogia e anunciam que precisam de doações para combater a fome no mundo, que deve atingir com a crise do coronavírus o número de 265 milhões de pessoas.

O número, que é o dobro do que seria o normal segundo essas instituições, está principalmente concentrado nos países mais pobres do mundo. As organizações imperialistas pedem para que os estados doem dinheiro para combater a fome, o que é contraditório já que a preocupação dos estados capitalistas é justamente o de dar o dinheiro dos trabalhadores para que os banqueiros mantenham suas riquezas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas