Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
a
|

Não é exagero afirmar que Victor Hugo seja o maior nome da literatura francesa. Foi um dos expoentes do teatro na França, autor de magníficos romances e de uma vasta e belíssima obra poética.

A peça de teatro Hernani, uma das mais famosas do século XIX, provocou uma verdadeira revolução da literatura, não apenas na França, mas em toda a Europa. A peça acabaria tendo uma versão em ópera, pelas mãos de Giuseppe Verdi, assim como Le Roi s’amuse, que daria origem ao Rigoletto.

A peça Cromwell, em seu prefácio, estabelece as bases da nova estética ocidental, ao estabelecer uma relação dialética entre o grotesco e o sublime.

Dos romances de Victor Hugo, podemos mencionar o mais famoso de todos, Os miseráveis e aquele em que os princípios do grotesco e do sublime são aplicados: Nossa Senhora de Paris, que, no cinema, chamou-se O corcunda de Notre-Dame. Além desses, há Os trabalhadores do mar (traduzido no Brasil por Machado de Assis), O homem que ri, O noventa e três, etc.

Entre as poesias, destacam-se os livros Odes e baladas, Os castigos, As contemplações, O ano terrível, A lenda dos séculos, etc.

Além de autor de obras literárias, Victor Hugo dedicou-se também à filosofia e à política.

O escultor Auguste Rodin retrata Victor Hugo na escultura conhecida como Monumento do Palais Royal, a qual foi encomendada a ele em 1889 (concluída no ano seguinte) para prestar homenagem ao escritor que falecera quatro anos antes, em 1885.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas