Um dos maiores do século XX
24/9/1896: nasce F. Scott Fitzgerald, autor de O Grande Gatsby
Mesmo morrendo novo, aos 44 anos, F. Scott Fitzgerald se consagrou como um dos maiores romancistas americanos do século XX, com sua crítica a elite americana em O Grande Gatsby.
GettyImages-517324220-1024x820 (1)
Um dos maiores do século XX
24/9/1896: nasce F. Scott Fitzgerald, autor de O Grande Gatsby
Mesmo morrendo novo, aos 44 anos, F. Scott Fitzgerald se consagrou como um dos maiores romancistas americanos do século XX, com sua crítica a elite americana em O Grande Gatsby.
F. Scott Fitzgerald em sua vida adulta.
GettyImages-517324220-1024x820 (1)
F. Scott Fitzgerald em sua vida adulta.

Nascido na cidade de Saint Paul, no dia 24 de setembro de 1896, e criado por uma tradicional família católica irlandesa, Francis Scott Key Fitzgerald, mais conhecido como F. Scott Fitzgerald, foi um roteirista, contista e porta norte americano.

Considerado um dos maiores escritores estadunidenses do século XX, teve suas obras catalogadas sob um livro intitulado “Contos da Era do Jazz”, sendo figura de forte representação da chamada “geração perdida” da literatura americana.

Sua obra de maior sucesso foi O Grande Gatsby, lançado em 1925, contemporânea a época, trazendo no romance uma perspectiva da alta classe do país com uma forte crítica.

Época da grande crise do capitalismo mundial e do fim da primeira guerra, seu livro, mesmo não tendo vendido tanto, surgiu como um importante reflexo da sua realidade.

No entanto, deixado de lado no início da segunda guerra mundial, sua principal obra aparentava entrar em esquecimento. O autor viria a morrer no início da década de 40, aos 44 anos, vítima de um infarto, após sofrer por anos com o alcoolismo, o que daria a entender que este era o fim.

Porém, republicado durante os anos 40, já no pós guerra, sua obra ganhou dimensões totalmente inesperadas, caindo no gosto de milhares e tornando-se um marco da literatura americana.

O Grande Gatsby ganhou repercussão internacional, com sua apresentação crítica a burguesia e tremendo sucesso na população, se consagrou como uma das mais importantes obras literárias americanas de todo século XX, livro obrigatório nas universidades estadunidenses e fonte de 5 adaptações para o cinema.

Assim, mesmo morrendo novo, F. Scott Fitzgerald, está presente, com grande impacto, na história da literatura norte americana e mundial.