21 de abril 1967: junta militar dá um golpe de Estado na Grécia

maxresdefault
No dia 21, o golpe de Estado sofrido pela Grécia que durou de 1967 a 1974 completa 50 anos. O golpe, dentro da enorme lista de golpes de Estado financiados pelos Estados Unidos da América, tinha o objetivo de conter o avanço da esquerda grega. Como a Grécia fica muito próxima ao Oriente Médio, esse era um ponto sensível muito estratégico para os EUA. O golpe no país fez parte de uma investida geral contra o avanço do comunismo soviético para o ocidente. Dessa forma, além da Grécia, os governos golpistas autoritários instalados, na mesma época, no Irã e na Turquia também faziam parte da política golpista imperialista da época.
O golpe grego foi efetivado com grande velocidade. Nele, os coronéis conseguiram tomar o poder rapidamente, usando elementos de surpresa e confusão. Os líderes golpistas colocaram tanques em posições estratégicas em Atenas, efetivamente ganhando o controle completo da cidade. Após isso, as forças reacionárias perseguiram sistematicamente os comunistas gregos, dizimando-os. Só assim eles conseguiram manter o poder sobre o país fortemente polarizado. Mesmo assim, o regime durou apenas sete anos (bem diferente dos 21 anos de ditadura militar no Brasil).