Dia de hoje na história
Paco de Lucía, nascido em Algeciras, foi o mais importante violinista de flamenco do mundo, elevando seu instrumento a patamares nunca antes vistos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
paco de lucia
Paco de Lucía, em trecho de Trailer do seu filme "A Busca" | Foto: Reprodução

No dia de hoje, comemora-se o aniversário de um dos maiores violonistas de todos os tempos, o espanhol Paco de Lucía. O músico faleceu em 2014, mas se ainda estivesse vivo hoje, teria 73 anos. Sua música elevou o violão flamenco a um patamar nunca antes conhecido, tendo ele desenvolvido muito esta técnica ao longo de sua vida e alcançado fama mundial através dela.

O nome verdadeiro de Paco de Lucía era Francisco Gustavo Sánchez Gomes. O “de Lucía” foi colocado ali em homenagem a sua mãe, Lúcia Gomes, de ascendência portuguesa. Era oriundo de uma família de músicos, sendo seu pai, Antonio Sanchez, e seu irmão, Ramón de Algeciras, também violonistas de flamenco e seu outro irmão Pepe de Lucía, cantor de flamenco. Por conta dessa vivência familiar, ele começou a estudar violão com seu pai aos 5 anos, tendo dominado a técnica do instrumento aos 11.

Sua primeira apresentação pública foi em 1958, na Rádio Algeciras. No ano seguinte, com apenas doze anos de idade, ele foi premiado no Concurso International Flamenco de Jerez de la Frontera. Paco foi considerado uma criança prodígio e foi chamado para o grupo de flamenco liderado pelo dançarino José Greco. Permaneceu três anos com este grupo, com o qual fez uma turnê pela América do Norte. Nesta turnê, conheceu Sabicas, o primeiro violonista flamenco a fazer turnê pelo mundo inteiro, que o aconselhou a buscar seu próprio estilo. Este encontro foi um ponto decisivo em sua carreira. Daí para frente, ele procurou desenvolver uma forma de tocar que se afastasse do estilo flamenco mais tradicional. E, apesar de ter se mantido fiel ao flamenco tradicional em seus dois primeiros álbuns e gravado dez álbuns acompanhando o cantor Camarón de la Isla nesse mesmo estilo, o resto da sua carreira foi marcado pela busca de uma abordagem mais pessoal.

Paco de Lucía foi um prolífico artista, tendo gravado mais de 20 discos ao longo de sua carreira, isso sem falar nas trilhas sonoras que compôs para diversos filmes, como por exemplo Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen, e Carmen, de Carlos Saura. Além disso, fez parceria com diversos artistas importantíssimos de outros gêneros musicais, particularmente do jazz e do fusion, como o pianista norte-americano Chick Corea, o guitarrista britânico John McLaughlin e o guitarrista norte-americano Al di Meola. Um outro grande ponto de sua carreira foi a sua execução da peça Concierto de Aranjuez, de 1991, com a Orquestra de Cadaques. A peça é geralmente executada por grandes violonistas clássicos, no entanto, o compositor Joaquin Rodrigo afirmou que nunca ninguém executou sua peça com tanta paixão e intensidade como Paco de Lucía.

Paco de Lucía morreu em 2014 com 66 anos, em Cancun, México, onde passava suas férias. A causa foi um ataque cardíaco súbito. Sua cidade de nascença, Algeciras, declarou dois dias de luto oficial.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas