21/07 na quadra dos Bancários: ativistas de todo o país se reúnem na Conferência Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe

conferencia

A conjuntura política brasileira segue se aprofundando. De um lado, um governo golpista acuado e sem nenhuma autoridade, e de outro, uma grande quantidade de ativistas e militantes de esquerda, que querem se mobilizar mas não encontram um canal para expressar a sua mobilização.

Tendo em vista o problema colocado diante do pólo político da esquerda, o PCO, juntamente com os comitês de luta contra o golpe, está organizando e convoca amplamente todos aqueles setores que desejam se mobilizar concretamente contra o golpe de Estado que se iniciou com a derrubada da presidenta eleita Dilma Rouseff, e que evoluiu perpetrando um ataque sem precedentes à toda a população brasileira, não só contra os trabalhadores mas também contra o próprio empresariado nacional. Os planos do imperialismo para o Brasil são de uma profunda destruição de toda a economia brasileira. No atual estágio, o ex presidente Lula encontra-se preso nas masmorras da república de Curitiba há quase 100 dias e a crise evolui, com a presença sombria dos militares aterrorizando a todos.

O objetivo da conferência é a de agrupar pelo menos mil militantes de todo o Brasil, o setor mais ativista e avançado da esquerda nacional, para que a partir dessa massa crítica de militantes possamos ampliar substancialmente o poder de mobilização das centenas de comitês que existem em todo o Brasil. Com uma política mais centralizada, estes mil militantes, representativos de muitos outros milhares de ativistas espalhados por todo o Brasil, se tornarão uma alavanca poderosíssima, capaz de mobilizar concretamente um amplo número de pessoas e assim intervir de modo decisivo nos rumos da política nacional.

A conferência conta com a presença confirmada da presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann e do presidente da CUT, Wagner Freitas, dentre dezenas de outros parlamentares, sindicalistas e personalidades políticas. Mas ela contará também com centenas de ativistas comuns, militantes conscientes e aguerridos, embora não tão famosos quanto a Gleisi e o Wagner. Não fique de fora dessa, confirme a sua participação na Conferência Nacional Aberta de Luta contra o golpe!