Levante dos Povos Oprimidos
A explosão social na américa latina, na europa, mostra forte propulsão dos povos oprimidos pelo imperialismo, para grande mobilizações em 2020. Brasil não está fora disso
chile-3
Chile em chamas |

2019: explosão social contra a miséria capitalista

A explosão social, mostra que há propensão da população, forte propulsão dos povos oprimidos pelo imperialismo, para grande mobilizações em 2020.

Aconteceram gigantescas mobilizações na america latina, no Chile, Equador, Haiti, Colômbia, Bolívia. Aconteceram também grandes mobilizações na europa, na França, Catalunha, mobilizações enormes na Itália. Sem contar de mobilizações de outros países do mundo.

Essas gigantescas mobilizações foram um grande acontecimento.

 

“Não dá pra viver três anos desse jeito”

O Brasil não está fora disso.

A tentativa das esquerdas de, canalizar toda a insatisfação dos brasileiros para as eleições, é tentativa muito frágil.

Embora a insatisfação da população do Brasil represada, contida pela política da esquerda, existe a propulsão dos brasileiros a lutar, a reagir.

Veja-se que sexta-feira passada, dia 27, a hastag mais usada nas redes sociais foi, “fora bolsonaro 2020”. E várias pessoas comentando, sabiamente, pois o povo não é tão trouxa. Manifestando-se, “Não dá para viver 3 anos desse jeito”.

Isso mostra que há uma forte tendência reprimida. Contida pela política da esquerda, de a população sair às ruas pelo fora Bolsonaro.

Ninguém acredita no mito político do momento, de que seremos libertados pela eleição.

É claro que as eleições serão usadas para confundir. Mas as eleições podem também ser usadas para impulsionar a campanha pelo fora bolsonaro.

 

Povos sublevados encontraram o caminho

Equador:

Colocaram o presidente Lenin Moreno pra correr;

  • Anularam os 121% de aumento dos combustíveis;
  • Ocuparam o parlamento;
  • Às escondidas, fugindo do povo, até a sede do governo tirada da capital, Quito;

Chile:

O que não foi conseguido em 30 anos, em pouco mais de 30 dias, as conquistas vieram aos borbotões:

– Cancelado o aumento da tarifa do metrô;

– Cancelado o aumento da conta de luz;

– 40 horas, a nova jornada semanal de trabalho;

– Reajuste de todas as aposentadorias;

E até o impensável, a redução pela metade dos gordos vencimentos dos deputados, senadores, ministros e do presidente do Chile.

França:

  • Coletes amarelos não saem das ruas há um ano;
  • Trabalhadores em greve há 40 dias, contra o roubo da previdência francesa;

 

Que ninguém fique reprimido na virada de ano

O Brasil não está fora disso.

Perspectiva para 2020  é sem Bolsonaro. A luta dos comitês de luta e do PCO, será, pelo Fora Bolsonaro.

Relacionadas