20 de dezembro de 1989: EUA invadem o Panamá e depõem Noriega

Os Estados Unidos tiram e colocam governos ao redor do mundo de acordo com seus interesses políticos e econômicos. Nesse sentido, o golpe de Estado é uma política recorrente da política internacional norte-americana, conforme pode ser visto, por exemplo, no caso do Panamá.

O governo norte-americano tem um interesse estratégico no canal do Panamá e por isso interfere diretamente. Em 20 de dezembro de 1989, os EUA invadem o Panamá e derrubam o governo de Manuel Noriega.

Noriega era apoiado pelos EUA, mas acabou sendo descartado quando deixou de ser útill ao governo norte-americano. Ele foi um ditador que ajudou os EUA com uma série de atrocidades na região.

Porém, mais de 3000 mil pessoas, entre civis e militares, foram mortas na referida invasão. O Observatório dos Direitos Humanos afirma que “o dever de minimizar danos a civis, onde isso não comprometeria um objetivo militar legítimo, não foi observado fielmente pelas forças invasoras norte-americanas”.

A ação marca o poder norte-americano na região e facilita o golpe de Estado contra Honduras e a instalação de bases militares na Colômbia. A invasão do Panamá foi apresentada em filme, chamado The Panama Deception, de 2009, dirigido por Barbara Trent e David Casper.