Golpistas que dão 16% de aumento aos juízes cortam auxílio para deficientes físicos e idosos

velho

Da redação – O mesmo governo golpista que aprovou aumento do teto salarial do STF em 16%, com consequente impacto em cascata de 4 bilhões de reais aos cofres públicos, é aquele que reduz ao máximo qualquer benefício social para a população, chegando a cortar auxílios para idosos e deficientes em situação de miséria.

A nova portaria lançada por Temer, com o processo de recadastramento do dito “Cadastro Único para programas sociais”, está dificultando a emissão de novos auxílios e cortando o benefício de antigos dependentes do Benefício de Prestação Continuada (BPC). O detalhe sórdido dessa questão é que o pré-requisito para recebimento do valor é que a pessoa já esteja em situação de miséria e, além disso, tenha algum quadro de deficiência mental, física ou esteja em idade superior a 65 anos, sendo impossibilitada de trabalhar. Ou seja, a pessoa que não tem nenhuma possibilidade de renda e já é miserável é preterida pelo governo golpista em receber auxílios em relação àqueles que já têm todas as suas necessidades supridas, como são os senhores do STF.

Essas situações absurdas só podem ser revertidas pela pressão do povo nas ruas. Não é possível acreditar em qualquer instituição golpista para garantir sequer a sobrevivência da população brasileira. É preciso sair às ruas, derrubar o golpe, tirar Lula da cadeia.