Dia de hoje na história
O general Porfirio Diaz governou o México de 1884 até a revolução de 1910, seu governo foi uma ditadura militar de estilo bonapartista pelas oligarquias e pelo imperialismo dos EUA
porfirio diaz.jpeg
Porfírio Diaz (a frente). | Foto: Reprodução
porfirio diaz.jpeg
Porfírio Diaz (a frente). | Foto: Reprodução

No dia 15 de setembro de 1830 nasceu Porfírio Diaz que viria a ser o presidente do México de 1884 até 1911. Neste período se estabeleceu uma ditadura apoiada pelas oligarquias mexicanas, pela burguesia dos EUA, país vizinho que já atacava o México há pelo menos 40 anos, e pelos militares, sendo o próprio Porfírio um general. O regime de ditadura militar, maquiado de democracia, só foi derrubado com a Revolução Mexicana de 1910.

José de la Cruz Porfírio Diaz Mori nasceu em Oaxaca e desde jovem teve uma carreira militar nas guerras que assolaram o México no século XIX. O Império da França chegou a invadir o país de 1861 até 1867 e foi nessa guerra que Porfírio se tornou uma figura importante tanto no exército quanto na política, pois ganhou um status de herói na luta de independência contra os franceses. Ele se tornou presidente pela primeira vez ainda em 1876, inicialmente com posições liberais.

Reelegeu-se, após um mandato fora do governo, em 1884 e se manteve no poder por tanto tempo que esse período da história do México ficou conhecido como o Porfiriato. O período de instabilidade gerado pela invasão dos franceses acabou com a sua acensão à presidência que se estabeleceu com a aliança dos militares, das oligarquias e do imperialismo dos EUA todos se expressando na figura do general Porfírio, que estabeleceu uma ditadura de tipo bonapartista de mais de duas décadas.

Com a crise do início do século XX que deu origem a guerra entre os países imperialistas em 1914 e também as duas revoluções russas de 1905 e 1917, o porfiriato também entrou em crise e foi derrubado por uma enorme mobilização do povo mexicano que se tornou a revolução de 1910, esta que foi a primeira e possivelmente a maior revolução social da América Latina. O setor mais mobilizado da sociedade durante a revolução foram os camponeses, visto que consistiam na maioria da população, que formaram enormes exércitos revolucionários, os mais famosos liderados por Villa e Zapata, que venceram a guerra e colocaram no poder o governo democrático liberal de Francisco Madero em 1911.

Contudo o regime não se estabilizaria rapidamente e Madero foi derrubado por um golpe militar que fez com que a guerra civil retornasse e só terminasse após quase uma década, tanto Villa e Zapata, ligados a diferentes setores camponeses foram derrotados e assassinados, o que deu a vitória para a ala nacionalista dos militares. O representante mais famoso e mais radical deles foi o general Lázaro Cardenas, que foi presidente do México de 1934 até 1940, período em que Trótski ficou refugiado no país.

A revolução produziu um enorme florescimento da cultura mexicana que deu origem ao movimento do muralismo, sendo sua figura mais famosa o pintor Diego Rivera. O governo nacionalista conquistado pela revolução também teve um impacto importantíssimo para a economia e portanto para a qualidade de vida do povo, seu principal feito foi a nacionalização do petróleo, que na época já era uma das maiores riquezas do país. A Revolução Mexicana foi um dos eventos mais importantes da história da América Latina, um grande exemplo da luta dos povos contra seus opressores.

Relacionadas
Send this to a friend