A tragédia alemã.
Reconhecidos como os principais dirigentes do Partido Comunista Alemão, Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht foram brutalmente assassinados pela contra-revolução alemã.
Rosa e Liebknecht
Créditos: DPA |

Há exatamente 101 anos, os dois principais dirigentes do Partido Social Democrata alemão foram brutalmente assassinados pela direita alemã. Rosa e Karl estavam em meio ao calor da crise revolucionária que permanecia aberta depois da revolução de novembro de 1918 – que derrubou o Kaiser. O surgimento dos sovietes (conselhos operários), a queda do Kaiser e, sobretudo, a proclamação da República, inquietavam Rosa, que não via a hora de dar o golpe de misericórdia e mover a roda da história alemã em direção ao socialismo.

De origem polonesa, Rosa Luxemburgo fora obrigada a sair do seu país aos 19 anos, passando a morar em Zurique, na Suíça – local onde fez contatos com lideranças sociais-democratas exiladas, como Vera Zasulitch, o pai do marxismo russo, Georgi Plekhanov e Pavel Akselrod; naquele momento os maiores difusores do marxismo na Rússia. Rosa foi fundadora da Liga Spartakus, organização socialista e anti-imperialista que teve papel de destaque na Alemanha durante a primeira guerra mundial. Posteriormente, essa organização deu origem ao Partido Comunista Alemão. Rosa foi, sobretudo, uma ferrenha combatente contra o revisionismo teórico de Bernstein no interior da social-democracia alemã. Defensora da experiência da Revolução Russa de 1905 [considerada como o “ensaio geral”, por Lenin], destacou, sabiamente, o uso da greve geral como instrumento importante na luta revolucionária.

A vida de Rosa foi completamente dedicada à militância. Já em 1893, aos 22 anos, colaborou na fundação do Partido Social Democrata Polaco. Logo em seguida, em 1898, entrou para o Partido Social Democrata Alemão. Pouco depois do levante revolucionário russo ocorrido em 1905, Rosa, apoia os bolcheviques contra os mencheviques em todos os problemas mais importantes da Revolução russa, em 1907, na conferência do Partido Social Democrata Russo, em Londres. Por conseguinte, no mesmo ano, no Congresso de Stuttgart da II Internacional, juntamente com Lenin, se coloca firmemente contra a guerra, elaborando a proposta que foi adotada, na essência, pelo Congresso. Mais tarde, após a Revolução de Novembro de 1918 na Alemanha, Rosa junta-se a Karl Liebknecht, político, advogado e revolucionário, e fundam o Partido Comunista Alemão. Reconhecida por seu domínio na área da filosofia e da economia, Rosa era, certamente, uma das herdeiras de Marx, concentrando-se na crítica ao modo de produção capitalista e suas contradições.

No entanto, logo depois da revolução de novembro de 1918 que derrubou o Kaiser, Rosa Luxemburgo foi assassinada, ao lado de Karl Liebknecht. Os dois foram sequestrados por um destacamento de soldados por volta das nove horas da noite, e levados ao Hotel Éden para averiguações. Ao invés de seguirem para a prisão, onde se encontravam centenas de operários revolucionários, os dois dirigentes revolucionários foram conduzidos ao zoológico municipal onde terminariam brutalmente assassinados. Afinal, a burguesia e os generais alemães já haviam decretado a sentença de morte dos dois principais dirigentes do Partido Comunista Alemão. Dias depois, sem identificação, os dois corpos seriam jogados nas águas frias do canal Landwher.

Relacionadas