Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Brazil's President Michel Temer smiles during a signing ceremony of the New Decree of Port Regularization, at the Planalto Palace in Brasilia, Brazil May 10, 2017. REUTERS/Ueslei Marcelino
|

Até mesmo os institutos de pesquisa ligados à imprensa burguesa apontam que Lula venceria as eleições deste ano e qualquer cenário. Na verdade, o ex-presidente é o único candidato com apoio popular nas eleições presidenciais – todos os demais candidatos não possuem qualquer vínculo real com os trabalhadores e toda a população explorada. A popularidade imensa do ex-presidente Lula e seus altos índices refletem justamente o desastre que é o governo golpista.

O golpe de Estado precisou de anos e muito investimento para ser dado. O imperialismo, para se certificar que o golpe não resultasse em uma explosão, corrompeu os principais setores do Judiciário e do Congresso, além de fabricar os famosos “coxinhatos” e cartelizar toda a imprensa burguesa.

Apesar de todas essas manobras do imperialismo, a insatisfação com o governo golpista é quase plena. Michel Temer acabou com vários direitos trabalhistas, realizou uma série de privatizações e cortou investimentos em assistência básica para gastar com as Forças Armadas. Todo esse massacre contra os trabalhadores, no entanto, não tem levado a nenhum êxito econômico: o governo golpista não consegue baixar o preço do dólar e está levando o país à falência.

Como não poderia deixar de ser, o governo golpista está provocando um alto índice de desemprego. De acordo com o último levantamento, o Brasil já conta com 13,2 milhões de desempregados, o que corresponde a uma taxa de 12,7%. Isso sem contar os mais de 14 milhões de brasileiros subempregados, que vivem de bicos ou serviços ocasionais e os milhões que desistiram de procurar emprego diante das enormes dificuldades de colocação. como no caso dos jovens, entre os quais o desemprego está próximo dos 30%.

É necessário que os trabalhadores e setores democráticos combatam de maneira decidida o golpe de Estado. Para isso, é preciso fortalecer os comitês de luta contra o golpe e construir a Conferência Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe, exigindo a anulação do impeachment e a liberdade de Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas