Repressão aos atos
12 pessoas foram detidas durante os atos pelo “Fora Bolsonaro” em Fortaleza, capital do Ceará. A justificativa é a de que manifestações estavam proibidas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ato-fortaleza-e1591564352519
Repressão policial | Foto: Reprodução

A PM do Ceará prendeu 12 pessoas no último domingo (07), durante as manifestações pelo “Fora Bolsonaro” que ocorreram na capital do estado, Fortaleza, além de reprimir com violência as manifestações. A justificativa para as prisões é a de que as pessoas não deveriam sair de suas casas durante a pandemia.

O que chama a atenção é o fato de que o governador do estado, Camilo Santana do PT, havia dito que era contra as manifestações justamente por conta da pandemia de coronavírus, sendo que o estado do Ceará já está em processo de reabertura econômica. Ou seja, reabrir shoppings para a população pobre ter de voltar a trabalhar e a burguesia e apequena burguesia passearem pode, mas realizar um protesto não pode pois espalharia o coronavírus.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas