12 de março de 1967: ditador Suharto toma o poder na Indonésia

afonso

Hadji Mohamed Suharto, dois anos antes de tomar o poder, orquestrou um golpe que resultou na morte de mais de 500 mil pessoas, entre comunistas e democratas durante dois anos. O massacre acabou por destruir o PKI, Partido Comunista da Indonésia, e enfraquecer o governo de Sukarno, que estava no poder havia mais de 20 anos.

Em 1975, invadiu o Timor Leste, depois da retirada dos portugueses, o que acabou tirando a vida de mais de 200 mil pessoas. A invasão fora orquestrada com a ajuda do governo da Austrália para tomar posse das jazidas petrolíferas do país.

Suharto governou o país até 1998. O massacre perpetrado por ele mal foi comentado pela imprensa internacional, uma vez que se tratava de um massacre contra comunistas. Todavia, a ação dele no Timor Leste, acabaria resultando em uma interferência das Nações Unidas no país, o que levaria à independência do país.

Suharto morreu em 2008.