11 de setembro de 1973 no Chile: o imperialismo dos EUA derruba com um golpe Salvador Allende

chile

No dia 11 de setembro de 1973, o imperialismo dos EUA organizou no Chile a derrubada do regime democrático constitucional do Chile e de seu presidente, Salvador Allende, por um golpe extremamente violento e sanguinário. Articulado conjuntamente por oficiais da marinha e do exército chileno, com apoio militar e financeiro da CIA, bem como de organizações direitistas e fascistas chilenas, como o Patria y Libertad, o golpe foi comandado pelo general Augusto Pinochet, colocado na cadeira da presidência após o término das agressões iniciais.

Para entender melhor o golpe imperialista, o programa da Causa Operária TV, Colunistas da COTV, apresentado pelo camarada João Silva, preparou uma série de três exposições, chamada O Cinema e o Golpe Militar, apresentando o documentário “A batalha do Chile”, do diretor chileno, Patrício Guzman.

É o principal documentário Latino Americano sobre o golpe contra Salvador Allende, organizado pelo imperialismo norte-americano. O diretor acompanhou de dentro dos fatos para expor a podridão e toda luta da classe operária chilena, filmando todo período no início de 1973, até o dia 11 com o golpe.

O imperialismo bombardeou o Palácio de la Moneda

Guzman, com uma equipe reduzidíssima de cinco pessoas, conseguiu relatar todo enfrentamento das classes, filmando reuniões de grevistas, de estudantes, manifestações da direita chilena – parecidas com manifestações “coxinhas” contra a corrupção no Brasil – e registrou articulações conspiratórias.

Veja as três exposições sobre o documentário: